Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da eficiência e dos preditores de adesão de um programa de orientação de pais em grupo na abordagem cognitivo-comportamental

Processo: 17/00276-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2017
Vigência (Término): 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Pesquisador responsável:Carmem Beatriz Neufeld
Beneficiário:Thaís Barbosa Benedetti
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Relações pais-criança   Pais   Análise do comportamento   Emoções   Agressividade

Resumo

Questões acerca da melhor forma de educar os filhos e as dúvidas sobre como agir em determinadas circunstâncias são comuns no âmbito familiar. As demandas mais frequentes inerentes aos casos clínicos de crianças e adolescentes à terapia englobam problemas de comportamento como agressividade, birras e desobediência excessiva e, também, a dificuldade com o manejo das emoções. Denomina-se "Estilo Parental" como um conjunto de práticas educativas utilizadas pelos cuidadores no intuito de educar e controlar o comportamento dos filhos e, por sua vez, a literatura científica o aponta como um componente capaz de prever o bem-estar infantil na competência dos domínios da vida social, problemas de comportamento, desempenho acadêmico e desenvolvimento psicossocial. Desta forma, os estudos nessa área investigam o conjunto de condutas dos pais e sua influência em aspectos comportamentais, emocionais e intelectuais dos filhos. Visto que comportamentos específicos de pais trazem consequências para o desenvolvimento dos filhos, dá-se importância aos programas de orientação de pais, pois esses auxiliam os pais no acompanhamento do caso clínico de seus filhos, nas suas estratégias de educação, em suas crenças e sentimentos a respeito da dificuldade da criança ou adolescente. Por sua vez, o presente estudo tem como objetivo realizar uma revisão sistemática sobre o tema em questão e avaliar a eficiência e os preditores de adesão do Programa de Orientação de Pais do LaPICC-USP, por meio dos estilos parentais e a percepção dos pais sobre os problemas de comportamento de seus filhos. Este estudo envolve delineamento quase-experimental, com aplicação dos instrumentos antes e após a intervenção. Esses dados são referentes ao período de 2010 a 2015, contando com seis grupos de intervenção e totalizando 47 participantes. Na coleta de dados foram utilizados os seguintes instrumentos: Inventário de Estilos Parentais [IEP] e Child Behavior Check List [CBCL]. Os dados serão analisados a partir de uma estatística descritiva e inferencial, utilizando métodos paramétricos e não paramétricos. Tem-se como hipótese que será possível evidenciar dados que indiquem uma melhora na qualidade da interação entre pais e filhos, com o uso de outras habilidades educativas mais positivas após intervenção e consequentemente uma redução dos problemas de comportamentos dos filhos. (AU)