Busca avançada
Ano de início
Entree

Entre auto-regulação e o governo formal: os desafios da autoconstrução de moradias

Processo: 17/14169-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de agosto de 2017
Vigência (Término): 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Planejamento Urbano e Regional - Métodos e Técnicas do Planejamento Urbano e Regional
Convênio/Acordo: ESRC, UKRI ; Organização Holandesa para a Pesquisa Científica (NWO)
Pesquisador responsável:Maria Camila Loffredo D'Ottaviano
Beneficiário:Flávia Tadim Massimetti
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/50130-3 - Entre auto regulação e o governo formal: os desafios da autoconstrução de moradias, AP.R
Assunto(s):Autoconstrução   Habitação   Autogestão   Urbanização   Planejamento territorial urbano

Resumo

Esta proposta lida com o tema da habitação autoconstruída no Brasil e na Holanda. Autoconstrução é definida nesta pesquisa como a prática em que as pessoas produzem sua própria casa e respectivas instalações (coletivas) de bairro. Isso pode ser com ou sem a contratação de peritos externos (arquiteto, construtor, trabalhadores etc.) ou pontos de venda oficiais de financiamento (empréstimos bancários, hipotecas etc.). As instituições formais e sistemas de governança enfrentam dificuldades crescentes em ambos os países para satisfazer a necessidade de habitação de boa qualidade a preços acessíveis, o que é uma condição importante para o desenvolvimento urbano socialmente sustentável. O Brasil tem uma longa história de baixa qualidade habitacional em áreas informais caracterizadas sobretudo pela autoconstrução. Atualmente enfrentamos o desafio de melhorar a segurança da posse, segurança e acesso a necessidades básicas como saneamento, energia, água e transportes públicos. Num primeiro olhar, as condições na Holanda são completamente diferentes. No entanto, também na Holanda vemos uma crescente atenção, e até mesmo das políticas de estímulo, para aumentar a autoconstrução de habitação e instalações para criar, opções de habitação mais acessíveis e sob medida para o consumidor de baixa renda. A principal questão que a pesquisa pretende responder é: "Como é a capacidade de auto-regulação em práticas de habitação autoconstruída e instalações relacionadas com a governação formal e domínios de regulação pode ser otimizada para criar formas socialmente sustentáveis de urbanização?". (AU)