Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel do receptor de succinato GPR91 no desenvolvimento da psoríase experimental

Processo: 17/16179-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2017
Vigência (Término): 30 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia
Pesquisador responsável:José Carlos Farias Alves Filho
Beneficiário:Thainá Norbiato Silva
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/08216-2 - CPDI - Centro de Pesquisa em Doenças Inflamatórias, AP.CEPID
Assunto(s):Células dendríticas   Psoríase   Succinatos

Resumo

Psoríase (PsO) é uma doença inflamatória crônica da pele que afeta de 2% a 5% da população. A etiologia da PsO é complexa e, apesar de muitos estudos, ainda não está completamente elucidada. Até o início dos anos 90, acreditava-se que o principal mecanismo de patogênese da doença estava apenas relacionado com a diferenciação e proliferação de queratinócitos, porém hoje sabe-se que existe uma participação direta de células do sistema imune. A ativação desordenada de células dendríticas (DCs), linfócitos T entre outras células está relacionada com as manifestações clínicas cutâneas e articulares da doença. Nesse sentido, o receptor de succinato, GPR91, altamente expresso em DCs, é descrito como importante para a ativação de células dendríticas que é crucial para o desenvolvimento e manutenção de doenças inflamatórias. Sendo assim, o objetivo deste estudo é investigar os efeitos funcionais da interação do receptor GPR91 e seu ligante succinato em modelos murinos de psoríase. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.