Busca avançada
Ano de início
Entree

O ethos do dissídio na lírica camoniana

Processo: 17/11260-4
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2017
Vigência (Término): 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Outras Literaturas Vernáculas
Pesquisador responsável:Antonio Alcir Bernardez Pecora
Beneficiário:Matheus Barbosa Morais de Brito
Instituição Sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Ethos   História da literatura
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:dissídio | Estudos camonianos | Ethos | História literária | poesia de Quinhentos | Literatura Portuguesa de Quinhentos

Resumo

O projeto propõe uma investigação da obra lírica de Luís de Camões. Sua questão central diz respeito à configuração da persona poética a partir das preceptivas do período usualmente delimitado como renascentista, com ênfase ao que chamaremos de ethos do dissídio. Trata-se de pôr em evidência a diversidade de suas formas, e como elas organizam o conjunto (ou a recepção) da obra. Duas são as hipóteses aqui avançadas: 1) um "ethos do dissídio" pode ser generalizado a partir das respostas específicas de Camões ao espaço ético-retórico que partilha com seus contemporâneos; 2) a poesia camoniana dota-se dum caráter aporético, na medida em que as expectativas próprias à sua produção parecem em conflito com as coordenadas desse espaço. Uma vez que essa convenção se tenha sucessivamente reelaborado na história literária, passando da dissimulatio retórica quinhentista à poética confessional romântica ou pós-romântica, compreendê-la permite pensar em pormenor a relação da lírica camoniana às poéticas e doutrinas correntes do século XVI, perfazendo a necessária crítica de macrocategorias historiográficas, tanto etapistas e periodológicas ("petrarquismo", "classicismo", "maneirismo", etc.), como relativas à ulterior formação de um "sistema literário." Nossa investigação combina resultados e caminhos apontados em prévio trabalho doutoral ao estudo da retórica de Quinhentos, num eixo historiográfico reconstrutivo. A bibliografia preliminar incide sobre as coordenadas "poetológicas" e historiográficas do século XVI e a fortuna crítica camoniana mais recentes. Desse modo, a série de trabalhos aqui proposta visa não apenas contribuir com hipóteses de leitura para a lírica camoniana e para a compreensão das "poéticas" correntes, como também prover um panorama do estado da arte.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)