Busca avançada
Ano de início
Entree

Gênese e debates em torno do conceito de relações sociais de sexo: por uma sócio-história de um debate

Processo: 17/06776-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2017
Vigência (Término): 28 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Pesquisador responsável:Nadya Araujo Guimarães
Beneficiário:Maira Luisa Gonçalves de Abreu
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/09211-8 - Gênese e debates em torno do conceito de relações sociais de sexo: por uma sócio-história de um debate, BE.EP.PD
Assunto(s):Sociologia do trabalho   Trabalho   Feminismo   Relações de gênero   Estudos de gênero

Resumo

A dimensão sexuada - ou generificada - do trabalho se impõe como questão nos estudos sobre trabalho notadamente a partir dos anos 1970, na esteira das grandes mobilizações feministas dessa década. Questionando a figura arquetípica do trabalhador masculino, essas reflexões reconceitualizam uma série de categorias como trabalho, produção, reprodução, classe, exploração, dentre outras e propõem novos instrumentos que rompessem com uma visão dicotômica entre "produção" e "reprodução", "trabalho" e "família" e que permitiram apreender, de uma outra forma, o mundo do trabalho. Esse tipo de reflexão ganha força a partir de um frutífero debate entre a sociologia do trabalho e o pensamento feminista. Este projeto tem por objetivo reconstruir a emergência e desenvolvimento dessa reflexão em torno do conceito de relações sociais de sexo, nos anos 1980, na França. Esse conceito surge a partir de um debate coletivo realizado em diferentes espaços como congressos, grupos de trabalho e seminários e envolve pesquisadoras como Danièle Kergoat, Helena Hirata, Dominique Fouygerollas, Anne Marie-Devreux, entre outras. Essa reflexão teve a participação de pesquisadoras brasileiras e constitui um referencial importante nos debates sobre gênero e trabalho no Brasil. A partir de um diálogo entre diferentes campos disciplinares como os estudos de gênero, a sociologia do trabalho e história das ideias, o objetivo é revisitar esses debates em estreita relação com o contexto teórico e político que lhe serviu de base e que lhe confere sentido. Procuraremos analisar essa reflexão na sua diversidade, mostrando os caminhos seguidos mas também aqueles abandonados, os embates teóricos que marcaram o seu desenvolvimento procurando ressaltar a conflitualidade e o caráter coletivo a essa reflexão.