Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação da frequência de mutações de Mycobacterium tuberculosis frente ao composto tris-(1.10-fenantrolina)ferro(II) e estudos de biodisponibilidade in vivo

Processo: 17/12419-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2017
Vigência (Término): 31 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Fernando Rogério Pavan
Beneficiário:Caio Sander Paiva Silva
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Mycobacterium tuberculosis   Tuberculose   Toxicidade aguda   Farmacorresistência bacteriana   Biodisponibilidade

Resumo

A tuberculose é uma doença protagonizada pelo Mycobacterium tuberculosis. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, foram estimados 10,4 milhões de novos casos de tuberculose em 2015, dos quais 480 mil configuram quadros de infecção por bacilo multifármaco-resistente. Comparado com anos anteriores, é notório o aumento de infecções resistentes levando à necessidade de novos fármacos. Como objeto desse projeto estudaremos o composto tris-(1.10-fenantrolina)ferro(II) que representa um candidato a novo fármaco contra tuberculose, com estudos promissores in vitro em nosso laboratório. Esse projeto visa determinar a frequência de bactérias espontaneamente resistentes e estudá-las comparativamente frente a outros fármacos da terapêutica na busca de um possível mecanismo de ação. Além disso, serão realizados ensaios in vivo para avaliar a biodisponibilidade oral do composto e a possível toxicidade gerada pelo mesmo. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.