Busca avançada
Ano de início
Entree

Método eletro-Fenton na ausência e presença de luz UV empregado na degradação do corante azul reativo 4 utilizando ânodo ADE e cátodo de difusão gasosa

Processo: 17/12788-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2017
Vigência (Término): 31 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Pesquisador responsável:Angelo Ricardo Fávaro Pipi
Beneficiário:Karen Christine Nakamura
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade do Sagrado Coração (USC). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Corantes   Poluição da água   Tratamento de águas residuárias   Compostos orgânicos   Oxidação

Resumo

Com o aumento das atividades extrativistas e o consumo de produtos industrializados, maiores quantidades de efluentes contendo contaminantes orgânicos estão sendo gerados. Entre os diversos contaminantes existentes (pesticidas, fármacos, desreguladores endócrinos), os corantes destacam-se pela sua grande aplicação, principalmente na indústria têxtil. Neste projeto, pretende-se estudar, dentre os diversos corantes existentes, a degradação e mineralização do corante azul reativo 4, que tem caráter tóxico, carcinogênico e alergênico. Diante desta preocupação ambiental, pesquisadores têm se dedicado cada vez mais ao desenvolvimento de novas tecnologias capazes de produzir oxidantes mais efetivos, processos envolvendo baixo custo e que utilizem menos produtos químicos para promover o tratamento de efluentes contaminados por compostos orgânicos tóxicos. Entre os diversos processos empregados no tratamento de águas contaminadas (oxidação anódica, fotodegradação, adsorção), o processo eletroquímico oxidativo avançado (PEOA) que será aplicado neste projeto é o método eletro-Fenton (EF) na ausência e presença de luz UV, utilizando como ânodo, o eletrodo dimensionalmente estável de composição Ti/Ru0.3Ti0,7O2 e o eletrodo de difusão de ar, como cátodo. A avaliação da capacidade oxidativa deste processo a fim de degradar e/ou mineralizar o corante azul reativo 4 será realizada através das seguintes técnicas analíticas: espectroscopia de absorção molecular na região do UV-Vis, cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) e teor de carbono orgânico total (COT). (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
NAKAMURA, KAREN CHRISTINE; GUIMARAES, LUCIANA SILVA; MAGDALENA, AROLDO G.; DIAS ANGELO, ANTONIO CARLOS; DE ANDRADE, ADALGISA R.; GARCIA-SEGURA, SERGI; PIPI, ANGELO R. F. Electrochemically-driven mineralization of Reactive Blue 4 cotton dye: On the role of in situ generated oxidants. JOURNAL OF ELECTROANALYTICAL CHEMISTRY, v. 840, p. 415-422, MAY 1 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.