Busca avançada
Ano de início
Entree

Padrões ecológicos de Cladocera e Copepoda em lagos naturais de meandro na bacia do Alto Paranapanema: as variações respondem ao tamanho, conexão com o rio e aos impactos antrópicos?

Processo: 17/08281-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2017
Vigência (Término): 31 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Gilmar Perbiche Neves
Beneficiário:Bharguan Pizzol Nogueira
Instituição-sede: Centro de Ciências da Natureza (CCN). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Campus de Lagoa do Sino. Buri , SP, Brasil
Assunto(s):Limnologia   Crustáceos   Cladocera   Copepoda   Rio Paranapanema   Lagos   Antropia

Resumo

O projeto consiste em analisar assembleias planctônicas de microcrustáceos Cladocera e Copepoda (Crustacea) em lagos naturais na bacia do Alto Rio Paranapanema. Esses organismos desempenham funções ecológicas indispensáveis, compondo o elo entre os produtores primários e níveis tróficos superiores e ainda são amplamente referenciados como bioindicadores, pela sensibilidade a distúrbios ambientais antrópicos ou não, especialmente quanto ao estado trófico. Serão analisados atributos ecológicos dos microcrustáceos sob a influência do tamanho dos lagos, sua conexão com o rio e grau de impactos antrópicos num gradiente trófico devido à extração de areia, agricultura e pecuária e com a ausência de impactos. Foram selecionados quatro lagos e em cada um serão amostrados 03 pontos de coleta bimensalmente por ano. Coletas quantitativas serão feitas filtrando-se um total de 400 litros de água em uma rede de zooplâncton cônica de malha 68 µm, através de um balde graduado de 10 litros, enquanto que as qualitativas serão coletadas por arrastos verticais e horizontais utilizando a mesma. O material coletado será fixado com formaldeído 4% tamponado com tetraborato de cálcio e utilizar-se-ão estereoscópio, microscópio binocular e bibliografias especializadas para a identificação. Os dados obtidos serão analisados por meio de índices ecológicos, análises estatísticas descritivas, univariadas e multivariadas, e filtros de bioindicadores, utilizando pacotes específicos para o programa R Cran Project 3.3.1, visando verificar a ocorrência de tendências de variação dos dados. Algumas variáveis limnológicas serão analisas in situ e através de analises em laboratório, como temperatura da água, oxigênio dissolvido, turbidez, transparência, pH, condutividade elétrica, fósforo total, nitrogênio total, clorofila total e material em suspensão total. O índice de estado trófico de Carlson modificado será empregado para a caracterização dos lagos. Os resultados do projeto serão avaliados pela comunidade científica nacional e internacional na apresentação de trabalhos científicos em eventos científicos, bem como pelos comitês editoriais de revistas especializadas. (AU)