Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise cladística e evolução das tégminas de grilos da subfamília Tafaliscinae sensu Desutter, 1987 (Orthoptera, Ensifera, Gryllidae)

Processo: 17/11568-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2017
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Silvio Shigueo Nihei
Beneficiário:Lucas Denadai de Campos
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/23224-5 - Análise comparativa das tégminas e filogenia de Tafaliscinae sensu Desutter (Orthoptera, Grylloidea, Gryllidae) utilizando dados morfológicos e moleculares, BE.EP.DR
Assunto(s):Filogenia   Asas de animais   Evolução animal

Resumo

A sistemática de Grylloidea passou por diversas controvérsias ao longo do tempo. Recentemente, filogenias de níveis superiores para Orthoptera, Ensifera e Grylloidea, deram início ao clareamento desses relacionamentos. Apesar de tradicionalmente não ser considerada válida, a subfamília Tafaliscinae sensu Desutter, 1987 foi recentemente recuperada como monofilética com base em análise filogenética molecular. Porém, nenhuma modificação taxonômica para validar e reconhecer este clado foi proposta até o momento e, atualmente, seus gêneros estão distribuídos ao longo de diferentes tribos de Podoscirtinae (Aphonoidini, Paroecanthini e Podoscirtini). Esses grilos, de distribuição exclusivamente neotropical, apesar de apresentarem grandes diferenças morfológicas, principalmente nas asas, compartilham uma série de características como diferenças nos esporões apicais das tíbias posteriores e o ovipositor achatado dorso-ventralmente. Os objetivos do presente projeto são testar a monofilia de Tafaliscinae sensu Desutter através de análise filogenética com base em dados morfológicos e moleculares, delimitar sua composição e relações internas (tribos e gêneros), verificar sua relação com outras subfamílias de Gryllidae, e desenvolver um estudo evolutivo das tégminas utilizando o método de reconstrução dos estados de caracteres ancestrais. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.