Busca avançada
Ano de início
Entree

Síntese e caracterização de cápsulas poliméricas responsivas

Processo: 17/16615-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de setembro de 2017
Vigência (Término): 30 de junho de 2022
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Maria Isabel Felisberti
Beneficiário:Rafael Natal Lima de Menezes
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/25406-5 - Organizando a matéria: colóides formados por associação de surfactantes, polímeros e nanopartículas, AP.TEM
Assunto(s):Polímeros (química orgânica)   Copolímeros   Cápsulas   Síntese química

Resumo

O encapsulamento de células por membranas poliméricas as protege de condições adversas oriundas do ambiente, permitindo o uso destas células em condições nas quais elas não sobreviveriam. Isto aponta para aplicações no tratamento de enfermidades e produção de compostos orgânicos em condições menos brandas, entre outras finalidades. Nota-se, entretanto, a ausência de estudos tratando da produção ou estudo de sistemas nos quais a membrana polimérica é capaz de controlar preferencialmente a entrada ou saída de produtos do interior das cápsulas, contrastando com o atual cenário da síntese de polímeros responsivos e materiais inteligentes. Incorporar o uso de polímeros sensíveis a estímulos externos na síntese de materiais para encapsulamento celular é uma oportunidade promissora e ainda não explorada na literatura. Neste projeto propõe-se a síntese e a caracterização de cápsulas poliméricas baseadas em copolímeros tribloco de 2-etil-2-oxazolina (EtOx), 4-vinilpiridina (4VP)/ácido 4-vinilbenzenóico (4VBA) e metacrilato de etilespiropirano (SPMA). Estes copolímeros serão sintetizados via polimerização por abertura de anel catiônica (CROP) da EtOx seguida do uso da polimerização radicalar por transferência de átomo (ATRP) dos monômeros 4VP/4VBA e SPMA. Além de apresentarem arquitetura controlada, estes copolímeros apresentarão grupos laterais passíveis de reticulação por ação de luz UV. Os copolímeros tribloco serão utilizados para a formação de emulsões água/óleo, e posteriormente reticulados, levando à formação de cápsulas poliméricas. Estes sistemas serão estudados quanto ao comportamento responsivo a variações de pH, temperatura e luz, e sua relação com as propriedades, por exemplo a permeabilidade das cápsulas, uma vez que os polímeros derivados de EtOx, 4VP/4VBA e SPMA são responsivos a variações de temperatura, pH e luz, respectivamente. (AU)