Busca avançada
Ano de início
Entree

Enriquecimento de amido de milho com curcumina e Vitamina D3 coencapsuladas em lipossomas liofilizados utilizando aglomeração úmida por alto cisalhamento

Processo: 17/10954-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2017
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Tecnologia de Alimentos
Pesquisador responsável:Samantha Cristina de Pinho
Beneficiário:Matheus Andrade Chaves
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/08345-3 - Processo supercrítico assistido para coencapsulação de curcumina e Vitamina D3 em lipossomas, BE.EP.DR
Assunto(s):Lipossomos   Aglomeração   Microencapsulação

Resumo

Atualmente, a busca pelo consumo de alimentos mais saudáveis é uma prática cada vez mais recorrente por parte do consumidor. Dessa forma, torna-se uma necessidade o desenvolvimento de novas tecnologias de liberação controlada de bioativos nas formulações alimentícias. A curcumina é um pigmento hidrofóbico, utilizado pela indústria de alimentos como corante natural, condimento e conservante, e que possui um alto potencial anti-inflamatório e antioxidante. Por sua vez, a vitamina D3, conhecida como colecalciferol, é um composto lipossolúvel com papel fundamental na saúde de ossos e dentes, visto que seu consumo promove o aumento da absorção de cálcio pelo sangue, além de contribuir na diminuição do aparecimento de diferentes tipos de câncer, como o de mama e o de próstata. Por serem moléculas hidrofóbicas, a aplicação direta tanto da curcumina quanto da vitamina D3 em formulações alimentícias pode se tornar uma dificuldade tecnológica, visto que a maioria delas possui base aquosa. Tal problema pode ser contornado a partir da coencapsulação de ambos os bioativos em carreadores lipídicos, como os lipossomas. Matrizes lipídicas como os lipossomas também possuem como vantagens a alta biocompatibilidade, sendo mais facilmente absorvidas no intestino. Do ponto de vista tecnológico, a produção de lipossomas multilamelares surge como um processo passível de escalonamento para escala industrial, apresentando diversas vantagens como a não utilização de solventes orgânicos e o baixo custo operacional. O objetivo principal desse trabalho será desenvolver um pó alimentício, a partir de aglomeração úmida, contendo amido de milho (uma matéria prima barata e de fácil obtenção) e lipossomas liofilizados coencapsulando curcumina e vitamina D3. Pretende-se estabelecer as melhores condições de produção dos lipossomas liofilizados em escala de laboratório, bem como avaliar a capacidade dos sistemas produzidos em proteger os bioativos. O amido enriquecido será então caracterizado morfologicamente e físico-quimicamente. Como resultado final, espera-se obter um produto completamente novo, multinutricional e de alto valor agregado. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FERREIRA, LETICIA S.; CHAVES, MATHEUS A.; DACANAL, GUSTAVO C.; PINHO, SAMANTHA C. Wet agglomeration by high shear of binary mixtures of curcumin-loaded lyophilized liposomes and cornstarch: Powder characterization and incorporation in cakes. FOOD BIOSCIENCE, v. 25, p. 74-82, OCT 2018. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.