Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização morfofisiológica do ciclo reprodutivo da prejereba (Lobotes surinamensis) (Perciformes: Lobotidae) em ambiente natural

Processo: 17/10971-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Fisiologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Renata Guimarães Moreira Whitton
Beneficiário:Kainã Rocha Cabrera Fagundes
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/16320-7 - Impactos das mudanças climáticas e ambientais sobre a fauna: uma abordagem integrativa, AP.PFPMCG.TEM
Assunto(s):Hormônios esteroides gonadais   Hormônios hipofisários   Teleostei

Resumo

O estudo do processo reprodutivo em diferentes organismos é uma importante ferramenta de análise da dinâmica populacional, e seu conhecimento permite subsidiar dados para diversas áreas biológicas. O controle fisiológico destes processos reprodutivos nos teleósteos é regulado pelo eixo hipotálamo-hipófise-gônadas, no qual o hormônio liberador de gonadotropinas sintetizado por neurônios hipotalâmicos, estimula a síntese e secreção dos hormônios luteinizante (LH) e folículo-estimulante (FSH) na hipófise. As gonadotropinas estimulam a síntese e secreção dos esteroides gonadais, que atuam na maturação gonadal. A prejereba (Lobotes surinamensis) é um teleósteo marinho que se distribui pelooceano Atlântico, com registros recentes no mar mediterrâneo e na Ásia, mas apesar de sua ampla distribuição, não há dados sobre a fisiologia reprodutiva dessa espécie. O presente trabalho tem como objetivo estudar a fisiologia reprodutiva de L. surinamensis no ambiente natural, reunindo informações que permitam trabalhos aplicados na produção e conservação desta espécie. Machos e fêmeas adultos serão coletados na Baía de Paraty, Rio de Janeiro pelo período de um ano durante todas as estações. Será monitorado o perfil plasmático dos esteroides gonadais, FSH e LH, assim como a expressão gênica destas gonadotropinas, cujos resultados serão correlacionados com aqueles de concentração plasmática. Análises histológicas e histoquímicas das gônadas serão realizadas como uma ferramenta para avaliação morfológica, que será corroborada com os dados fisiológicos, durante o ciclo reprodutivo. O período e a estratégia reprodutiva desta espécie serão caracterizados com base nas informações morfo-fisiológicas mencionadas, acrescido das análises de fecundidade e diâmetro oocitário. Espera-se que os dados encontrados auxiliem nos estudos da dinâmica pesqueira e conservação de ambientes naturais.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FAGUNDES, Kainã Rocha Cabrera. Mudanças morfofisiológicas sazonais durante o ciclo reprodutivo da prejereba (Lobotes surinamensis BLOCH 1970) (Perciformes: Lobotidae) em ambiente natural. 2019. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.