Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da resposta inflamatória e da expressão de microRNAs em pacientes tabagistas após a ingestão de suco de laranja e suco de laranja com antocianinas

Processo: 16/20646-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2017
Vigência (Término): 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Marcos Ferreira Minicucci
Beneficiário:Mariana de Souza Dorna
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Nutrologia   Tabagismo   Hábito de fumar   Resposta inflamatória   MicroRNAs   Antocianinas   Substâncias bioativas   Sucos de frutas

Resumo

O hábito tabágico, em especial o cigarro industrializado, é apontado como um dos principais causadores de doenças inflamatórias e pulmonares. Cerca de 1 bilhão de pessoas no mundo consomem produtos derivados do tabaco o que representa um importante problema de saúde pública. Por outro lado, o consumo de alimentos fonte de compostos bioativos (CBAs) como os flavonoides, se associam a menor risco de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT). O suco de laranja tem grande consumo no mundo, eno Brasil é a principal fonte de CBAs para a população. Vários estudos relatam que os compostos bioativos possuem ação antioxidante e anti-inflamatória. Trabalhos anteriores mostraram que o consumo de compostos presentes no suco de laranja pode reduzir a inflamação. Entretanto, os mecanismos moleculares responsáveis por este efeito benéfico ainda não foram esclarecidos. O presente trabalho visa estudar a resposta inflamatória e alterações da expressão proteica e de microRNAs (miRNA) decorrentes da ingestão de dois tipos de suco de laranja em indivíduos tabagistas. Os indivíduos consumirão suco de laranja, suco de laranja rico em antocianina ou controle isocalórico (água com maltodextrina e vitamina C) e a seguir serão realizadas coletas sanguíneas nos tempos 0, 1h, 3h e 5h. A resposta inflamatória e a expressão dos miRNAs serão avaliadas no sangue. Deste modo, a partir do estudo das alterações nos marcadores inflamatórios e epigenéticos decorrentes da ingestão de dois tipos de suco de laranja em pacientes tabagistas será possível identificar alguns mecanismos moleculares envolvidos nesta sinalização. Palavras-chave: citrus, inflamação, tabagismo,microRNA (AU)