Busca avançada
Ano de início
Entree

Envolvimento da autofagia nas alterações metabólicas e inflamatórias do tecido adiposo associadas à Obesidade induzida por dieta hiperlipídica

Processo: 17/12260-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de outubro de 2017
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia
Pesquisador responsável:William Tadeu Lara Festuccia
Beneficiário:Milene Ortiz Silva
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/19530-5 - Caracterização do envolvimento do sensor de nutrientes mTOR no desenvolvimento de doenças metabólicas crônicas associadas à obesidade, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):18/13252-1 - Autofagia mediada por ULK1/2: efeitos no metabolismo energético de hepatócitos, BE.EP.DD
Assunto(s):Tecido adiposo   Autofagia   Obesidade   Dieta hiperlipídica   Cloroquina   Proteína homóloga à proteína-1 relacionada à autofagia   Proteína desacopladora 1   Modelos animais

Resumo

Em continuação aos experimentos realizados durante mestrado (FAPESP#2016/05406-3), no presente projeto de doutorado direto, testaremos a hipótese de que a via da autofagia é uma importante mediadora das alterações metabólicas, morfológicas e inflamatórias do tecido adiposo decorrentes da obesidade. Durante o mestrado, nós realizamos protocolo experimental onde camundongos C57BL6/J selvagens alimentados com dieta controle ou hiperlipídica foram tratados ou não com o inibidor farmacológico da autofagia cloroquina (CQ) por 8 semanas. Resumidamente, encontramos que camundongos tratados com cloroquina estão parcialmente protegidos da Obesidade (ganho de peso e adiposidade) e intolerância à glicose induzidas pela ingestão de dieta hiperlipídica. Para o doutorado direto, propomos investigar uma possível participação da termogênese independente do tremor muscular na redução de ganho de peso e adiposidade induzida pela cloroquina. Para isto, camundongos selvagens (WT) ou deficientes para UCP1 alimentados com dieta hiperlipídica serão tratados ou não com cloroquina e avaliados para o ganho de peso, ingestão alimentar, gasto energético, adiposidade, diâmetro e número de adipócitos, tolerâncias à insulina e à glicose, captação e metabolismo da glicose e de ácidos graxos, conteúdo e função mitocondrial, sinalização intracelular da insulina e inflamatória, o recrutamento e fenótipo de leucócitos e inflamação do tecido adiposo branco e fígado. Investigaremos também durante o doutorado, o efeito da inibição genética da autofagia especificamente em adipócitos nas alterações metabólicas, morfológicas e inflamatórias do tecido adiposo decorrentes da Obesidade. Para isto, camundongos selvagens (ULK1 floxeado AdipoCre negativos) ou com deleção específica em adipócitos da ULK1, uma quinase que participa na biogênese dos autofagossomos (ULK1 floxeado AdipoCre positivos), serão induzidos à Obesidade por HFD e avaliados para os parâmetros listados acima. Testes estatísticos apropriados serão empregados para análise dos resultados (GraphPad Prism 6.0). Dados serão expressos como média ± SEM, nível de significância p<0,05. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.