Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto das mudanças climáticas globais sobre os principais biomas brasileiros

Processo: 17/06627-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2017
Vigência (Término): 31 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Meteorologia
Pesquisador responsável:Chou Sin Chan
Beneficiário:André de Arruda Lyra
Instituição-sede: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50848-9 - INCT 2014: INCT para Mudanças Climáticas (INCT-MC), AP.PFPMCG.TEM
Assunto(s):Mudança climática

Resumo

Este projeto tem por objetivo analisar a influência das mudanças climáticas sobre os principais biomas do país: a Amazônia, o Cerrado e a Mata Atlântica. A análise será realizada a partir dos cenários de mudanças climáticas globais, em diferentes níveis de emissão, regionalizados para a escala continental e local, utilizando modelo regional climático acoplado a modelo de vegetação dinâmica, nas resoluções de 20 km e 5 km. A possibilidade de redução das chuvas e de aumento da temperatura em várias regiões do país tem sido indicada pelas projeções de mudanças climáticas. Em cenário de mudanças muito intensas, os biomas podem desaparecer ou serem substituídos por outros mais adequados à nova condição climática. Estes biomas já sofrem ameaças de redução por desmatamento e devido ao avanço de áreas urbanas. Portanto, é necessário entender os processos da biosfera e sua interação com uma atmosfera modificada. As metas a serem alcançadas no projeto se referem à compreensão das retroalimentações de longo prazo entre o ecossistema e o clima e analisar os potenciais impactos gerados na vegetação e em nas suas propriedades devido às variações no clima e o aumento da concentração de CO2 na atmosfera. Os resultados esperados do projeto são: 1) Geração de mapas com as áreas mais vulneráveis a redução dos biomas Amazônia, Cerrado e Mata Atlântica; 2) Ampliação do conjunto de projeções regionalizadas, em alta resolução espacial, 20 km, sobre o continente, a partir de projeções que incluem a vegetação dinâmica; 3) Aprimoramento de ferramentas para estudos de impactos das mudanças climáticas a partir da validação do modelo Eta-Inland; 4) Geração de um grande conjunto de dados para uso pela comunidade científica para estudos posteriores. O projeto tem caráter interdisciplinar ao combinar pesquisas em mudanças climáticas, modelagem atmosférica, e modelagem da vegetação.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.