Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo multitemporal sobre os efeitos da silvicultura no uso e cobertura do solo nas regiões do Vale do Paraíba e Serra da Mantiqueira

Processo: 17/14614-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2017
Vigência (Término): 30 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geodésia
Pesquisador responsável:Rogério Galante Negri
Beneficiário:Gabriela Ribeiro Sapucci
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Sensoriamento remoto   Silvicultura   Reconhecimento de padrões   Serra da Mantiqueira   Vale do Paraíba

Resumo

O Vale do Paraíba e Serra da Mantiqueira são marcados por grandes transformações ao longo dos anos, as quais alteram significativamente a dinâmica ambiental local. Em especial, as transformações no Vale do Paraíba estiveram vinculadas aos ciclos econômicos brasileiros que conduziram ao atual cenário de grandes concentrações de plantios de eucaliptos. Devido à proximidade entre Serra da Mantiqueira e Vale do Paraíba, as alterações no uso e cobertura do solo da Serra da Mantiqueira são influenciadas pelo crescimento populacional e expansão industrial na região. Neste contexto, estudos temporais a respeito do uso e cobertura do solo permitem observar modificações e avaliar os impactos gerados por elas. Tendo em vista a relevância de análises desta natureza para o monitoramento e gestão ambiental, o presente projeto objetiva estudar os efeitos da silvicultura no uso e cobertura do solo nas regiões do Vale do Paraíba e Serra da Mantiqueira, através de análises de detecção de mudanças sobre a dinâmica de expansão da silvicultura nos anos de 1987, 1997, 2007 e 2017. Serão utilizadas imagens obtidas pela série LANDSAT para uma análise em macroescala e determinação de atores responsáveis pela mudança na paisagem da área de estudo. Com apoio de imagens RapidEye, regiões de maior relevância ou impacto na mudança da paisagem serão analisadas em microescala, possibilitando melhores análises, reflexões e conclusões sobre o fenômeno estudado. (AU)