Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do treinamento físico na função endotelial e nas propriedades funcionais de grandes artérias de pacientes com miopatias inflamatórias idiopáticas: Ensaio clínico controlado e randomizado

Processo: 16/23574-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2017
Vigência (Término): 30 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Samuel Katsuyuki Shinjo
Beneficiário:Rafael Giovani Misse
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Polimiosite   Dermatomiosite   Reumatologia   Debilidade muscular   Doenças cardiovasculares   Síndrome metabólica   Treinamento físico

Resumo

A dermatomiosite (DM) e polimiosite (PM) são doenças autoimunes sistêmicas raras caracterizadas por fraqueza muscular progressiva e predominantemente proximal dos membros. Além disto, podem cursar com acometimento cutâneo (DM), cardiorrespiratório e do trato gastrintestinal. A síndrome metabólica (SM) é um grupo de doenças caracterizadas por alteração da glicemia de jejum, obesidade central, dislipidemia e hipertensão arterial sistêmica. Pacientes com DM/PM apresentam uma significativa prevalência de SM e diabetes mellitus e, consequentemente, elevado risco para doenças cardiovasculares (DCV). Essas doenças, por sua vez, estão intimamente relacionadas com a aterosclerose, disfunção endotelial e diminuição da distensibilidade arterial (medida por velocidade de onda de fluxo - VOP). De fato, segundo a literatura, pacientes com DM/PM apresentam um prejuízo na função endotelial e elevada rigidez arterial. O treinamento físico tem sido uma importante ferramenta em melhorar as capacidades físicas, assim como a função endotelial e rigidez arterial de pacientes com doenças autoimunes sistêmicas. Entretanto, até o presente momento, não há estudos avaliando a função endotelial e distensibilidade arterial em pacientes com DM/PM submetidos a exercícios físicos crônicos, o que nos motivou a realizar o presente estudo.É possível que, a exemplo de doenças autoimunes sistêmicas, o treinamento físico melhore a capacidade física, a função endotelial e a rigidez arterial prejudicada de pacientes com DM/PM que, por sua vez, contribuiria para a diminuição dos fatores de risco para DCV nesses pacientes. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DOS SANTOS, ALEXANDRE MOURA; MISSE, RAFAEL GIOVANI; PIRES BORGES, ISABELA BRUNA; SHINJO, SAMUEL KATSUYUKI. The aerobic capacity in patients with antisynthetase syndrome and dermatomyositis. ADVANCES IN RHEUMATOLOGY, v. 60, n. 1 DEC 31 2019. Citações Web of Science: 0.
DE SOUZA, J. M.; DE OLIVEIRA, D. S.; PERIN, L. A.; MISSE, R. G.; DOS SANTOS, A. M.; GUALANO, B.; DE SA PINTO, A. L.; ROSCHEL, H.; LIMA, F. R.; SHINJO, S. K. Feasibility, safety and efficacy of exercise training in immune-mediated necrotising myopathies: a quasi-experimental prospective study. CLINICAL AND EXPERIMENTAL RHEUMATOLOGY, v. 37, n. 2, p. 235-241, MAR-APR 2019. Citações Web of Science: 2.
PIRES BORGES, ISABELA BRUNA; SILVA, MARILDA GUIMARES; MISSE, RAFAEL GIOVANE; SHINJO, SAMUEL KATSUYUKI. Lipid-lowering agent-triggered dermatomyositis and polymyositis: a case series and literature review. RHEUMATOLOGY INTERNATIONAL, v. 38, n. 2, p. 293-301, FEB 2018. Citações Web of Science: 6.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.