Busca avançada
Ano de início
Entree

Comportamento de células endoteliais submetidas a um modelo de hipertensão arterial in vitro e seu impacto na osteogênese

Processo: 17/18349-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2017
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Willian Fernando Zambuzzi
Beneficiário:Thaís Silva Pinto
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/22689-3 - Sinalização parácrina mediada por microvesículas e proteínas entre células ósseas e endoteliais durante o desenvolvimento e regeneração do tecido ósseo, AP.JP
Assunto(s):Células endoteliais   Fluxo sanguíneo   Hipertensão   Osteogênese   Osteoblastos

Resumo

Temos buscado compreender mecanismos parácrinos envolvidos entre células endoteliais e células osteoprogenitoras, com a finalidade de levantar dados sobre o conjunto de mecanismos envolvidos neste contexto. As células endoteliais respondem fenotipicamente à forças mecânicas geradas pelo fluxo sanguíneo, secretando fatores tróficos importantes e que vem sendo relacionados a mecanismos de remodelagem do osso, como proposto por Kusumbe et al. (2014). Neste sentido, nossa proposta será caracterizar as alterações celulares e moleculares promovidas pela hipertensão in vitro, pelo modelo de Shear stress, já padronizado pelo nosso grupo de pesquisa, e verificar seu envolvimento em mecanismos de osteogênese in vitro. Pelo elevado custo médico-social, especialmente por conta de suas complicações, a hipertensão no Brasil é considerada um grande problema de saúde pública, e suas consequências no tecido ósseo são pouco explorados. Para tal, células endoteliais HUVEC serão submetidas ao Shear stress, em condições de hipertensão e serão avaliadas quanto alterações celulares, moleculares (inclusive epigenética) e conteúdo trófico liberado ao meio condicionado. Especificamente, pretendemos: 1. Realizar a caracterização proteômica do secretoma de células endoteliais e muscular; 2. Analisar potenciais vias de transdução de sinais envolvidas com rearranjo dos filamentos de actina; 3. Estimar a influência do modelo em mecanismos de remodelagem da matriz extracelular através da expressão e atividade das metaloproteinases de matriz (MMP2 e MMP9); 4. Determinação de mecanismos epigenéticos através da análise dos níveis de 5meC e 5hmeC. Estabelecer eventos bioquímicos, celulares e ultraestruturais de células endoteliais/musculares, submetidas, ou não, ao modelo de Shear-Stress em condição ou não de hipertensão, será de extrema relevância neste momento para estabelecermos o repertório de proteínas sintetizadas e secretadas em função ao modelo SS, agregando resultados importantes à nossa linha de pesquisa, onde os novos projetos se inserem. Outro fator importante, que merece destaque, será o caráter de formação de recursos humanos, alinhado ao desenvolvimento do nosso grupo de pesquisa aqui na UNESP-Botucatu-SP. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PINTO, THAIS SILVA; DA COSTA FERNANDES, CELIO JUNIOR; DA SILVA, RODRIGO AUGUSTO; GOMES, ANDERSON MOREIRA; SOUZA VIEIRA, JOSE CAVALCANTE; PADILHA, PEDRO DE M.; ZAMBUZZI, WILLIAN F. c-Src kinase contributes on endothelial cells mechanotransduction in a heat shock protein 70-dependent turnover manner. Journal of Cellular Physiology, v. 234, n. 7, p. 11287-11303, JUL 2019. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.