Busca avançada
Ano de início
Entree

Fotossensibilização de vesículas unilamelares gigantes como sistema mimético de membrana celular

Processo: 17/15543-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2017
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física da Matéria Condensada
Pesquisador responsável:Pedro Henrique Benites Aoki
Beneficiário:Maria Julia Bistaffa
Supervisor no Exterior: Carlos Manuel Venâncio Marques Serra
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Local de pesquisa : Institut Charles Sadron (ICS), França  
Vinculado à bolsa:16/20576-2 - Fotossensibilização de células derivadas do carcinoma de orofaringe (HEp-2) induzida pela ação do xantênico eritrosina, BP.IC
Assunto(s):Terapia fotodinâmica   Fármacos fotossensibilizantes   Membrana celular   Portadores de fármacos   Computação bioinspirada

Resumo

As Vesículas Unilamelares Gigantes (GUVs) têm se mostrado um dos melhores modelos primários de células em termo de tamanho (10 - 50 ¼m), composição de membrana e capacidade de encapsular moléculas biológicas. Neste projeto, avaliaremos as modificações induzidas nas GUVs como resultado da oxidação lipídica gerada pela foto-ativação da eritrosina B. Em analogia as células naturais, compostas por muitos fosfolipídios e colesterol, as GUVs serão eletroformadas a partir de diferentes composições da mistura ternária: DOPC, DPPC e colesterol. Após a oxidação, espera-se que o equilíbrio do sistema ternário possa ser afetado, o que pode desencadear a separação de fases na membrana lipídica. Esses são temas investigados pelo Prof. Carlos M. Marques, o que nos levou a buscar essa colaboração em seu grupo no Instituto Charles Sadron da Universidade de Estrasburgo, França. Essa proposta de BEPE faz parte do projeto de iniciação científica (2016/20576-2) intitulada "Fotossensibilização de células derivadas do carcinoma de orofaringe (Hep-2) induzida pela ação do xantênico eritrosina", que está em andamento na FCL-UNESP, Assis. (AU)