Busca avançada
Ano de início
Entree

Conservação do Mabuia (Trachylepis atlantica, Schmidt, 1945) no Arquipélago de Fernando de Noronha - PE: avaliação sanitária, reprodução e dinâmica populacional

Processo: 16/16433-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2017
Vigência (Término): 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Ricardo Augusto Dias
Beneficiário:Vinicius Peron de Oliveira Gasparotto
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Fauna   Répteis   Trachylepis atlantica   Espécies introduzidas   Dinâmica de populações   Zoonoses   Fernando de Noronha (PE)

Resumo

O Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha é um importante local de reprodução de diversas espécies de aves, bem como habitat para répteis endêmicos. Todas essas espécies nativas estão sofrendo com os impactos negativos da presença de animais invasores trazidos do continente, como os gatos domésticos e o lagarto Teiú (Tupinambis merianae). Podemos acreditar que a extinção do único mamífero endêmico do arquipélago, Noronhomys vespucci, um roedor que foi citado pelos primeiros europeus a desembarcar no arquipélago, tenha sido devido a competição ou introdução de novas doenças trazidas pelas espécies invasoras, especialmente gatos e ratos. O Mabuia (Trachylepis atlantica), lagarto endêmico de Fernando de Noronha, é uma espécie bandeira do arquipélago e apresenta função biológica imensurável neste ambiente restrito e reduzido, uma vez que é o principal réptil polinizado. Recentemente, a presença de parasitas vindos do lagarto Teiú foi observado em amostras de Mabuia. Portanto, como esforço para evitar a extinção de mais uma espécie endêmica do arquipélago, o presente estudo foi proposto. Com os dados obtidos, o projeto busca traçar e sugerir planos de manejo mais apropriados e adequar políticas públicas para a conservação dessa espécie endêmica. (AU)