Busca avançada
Ano de início
Entree

Atores e processos das negociações do BrExit: do referendo britânico ao Conselho Europeu

Processo: 17/15445-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2017
Vigência (Término): 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Política Internacional
Pesquisador responsável:Janina Onuki
Beneficiário:Murilo Motta
Instituição-sede: Instituto de Relações Internacionais (IRI). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Análise do discurso   Integração regional   União Europeia   Reino Unido

Resumo

Este projeto tem como objetivo estudar os dois níveis do processo de negociação da saída do Reino Unido da União Europeia, evento que ficou conhecido como "BrExit", a saber: o primeiro nível, que envolveu a decisão pela saída através de um referendo popular realizado em Junho de 2016, em que serão analisados os posicionamentos de setores-chave da sociedade civil - especificamente os principais jornais britânicos, alguns dos think tanks lá estabelecidos e o nível individual, através de "tweets" - de modo a compreender suas motivações e objetivos com esse evento; e o segundo nível, que envolve os primeiros passos das negociações do governo britânico com o Conselho Europeu, de maneira a analisar como se dá tal processo burocrático- através dos discursos e pronunciamentos oficiais dos principais líderes de oposição e dos dois Primeiros Ministros Conservadores envolvidos - e, especialmente, se o posicionamento da sociedade civil teve algum impacto sobre os termos dessas negociações. Para tanto, será tomada como abordagem principal do estudo a teoria construtivista (WENDT, "Teoria Social da Política Internacional"), buscando compreender a formação dos interesses da população britânica que levaram a esse processo histórico de "desintegração", através da técnica de análise de discurso, buscando identificar os principais sujeitos envolvidos e delimitar os âmbitos dos principais processos desta negociação. Ao lado desta análise mais específica, o Brexit, como fato histórico, também será enquadrado às principais teorias de integração nas Relações Internacionais, que costumam tomar a União Europeia como modelo de integração (ROSAMOND, "Theories of European Integration"; CAMERON, "The European Union as a Model for Regional Integration"; DOMÍNGUEZ & ROY, "The European Union and Regional Integration"), partindo da hipótese da não-integração britânica à UE como um fato decorrente de um processo histórico. (AU)