Busca avançada
Ano de início
Entree

MUSICALIDADE E AUTISMO:o Real da linguagem e a legitimação do sujeito no laço social

Processo: 17/07157-3
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2017
Vigência (Término): 08 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Valor Concedido/Desembolsado (R$): 153.239,14 / 153.239,14
Vlr. incl. vinculados (R$): 258.192,82 / 258.192,82
Pesquisador responsável:Gustavo Henrique Dionisio
Beneficiário:Bruno Gonçalves dos Santos
Instituição Sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/09195-5 - MUSICALIDADE E AUTISMO: o Real da linguagem e a legitimação do sujeito no laço social, BE.EP.DR
Assunto(s):Transtorno autístico   Psicanálise
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:autismo | elisão | Musicalidade | Psicanálise | Real | Psicanálise; Música; Autismo.

Resumo

Este projeto de pesquisa de doutorado parte da psicanálise Freud-Lacan como campo teórico, mais especificamente das contribuições de Lacan em seu último ensino, para discorrer sobre a musicalidade e suas implicações na constituição do sujeito. Desdobramos daí a possibilidade de sujeitos autistas poderem se legitimar no laço social através da musicalização como meio de linguagem. Fundamentando o conceito de musicalidade através da relação primordial entre significante sonoro e Real afônico, discorremos sobre a anterioridade do som com relação ao processo de significação. O conceito de Real em Lacan é discutido na constituição da linguagem, assim como sua implicação nos mecanismos psíquicos de foraclusão (Verwerfung) e de elisão, sendo este último específico da condição autística. Neste sentido, a musicalidade está antes da ligação do significante ao significado, e consequentemente em momento lógico anterior ao processo de significação. A manifestação musical aponta estar no campo da enunciação enquanto ato, e não do enunciado, indicando novas vias para a mediação entre autismo e laço social. A partir da leitura psicanalítica, articulamos a musicalidade com as relações de estruturação psíquica e a constituição do sujeito no meio sonoro/acústico. Por fim, esta proposta pretende avançar sobre as produções teóricas já desenvolvidas em pesquisa de Mestrado ocorrida em 2014-2017 sobre a mesma temática, desta vez propondo uma práxis que permita viabilizar os desenvolvimentos teóricos a partir de uma pesquisa-intercessão. Derivando este projeto como continuação e aprofundamento de pesquisa anterior realizada com êxito, torna-se oportuno pensarmos meios de formalizar os fundamentos da práxis, contribuindo para o campo psicanalítico, para o campo da música e para a bibliografia existente acerca do autismo.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SANTOS, Bruno Gonçalves dos. Música e experiência psíquica: ressonâncias entre autismo e laço social. 2021. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista (Unesp). Faculdade de Ciências e Letras. Assis Assis.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.