Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de alcalóides oxindólicos metilados análogos por biossíntese dirigida pelo precursor utilizando a espécie Uncaria tomentosa

Processo: 17/04645-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2017
Vigência (Término): 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Adriana Aparecida Lopes
Beneficiário:Marinna Stella Purcino da Silva
Instituição-sede: Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP). Campus Ribeirão Preto. Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07349-9 - Alcalóides oxindólicos de Uncaria tomentosa: estudos biossintéticos e obtenção de análogos por biossíntese dirigida pelo precursor, AP.JP
Assunto(s):Produtos naturais   Uncaria   Alcaloides   Biossíntese

Resumo

A descoberta de novas moléculas químicas e/ou a modificação de algumas já existentes oriundas de produtos naturais vegetais podem levar à fins medicinais afim de produzir novos fármacos. Essa diversificação de produto natural pelo organismo produtor é denominada "Biossíntese Dirigida pelo Precursor" (BDP), é o estudo principal deste projeto. O produto natural alvo desta diversificação estrutural é da classe dos alcalóides oxindólicos que podem ser pentacíclicos (AOP) ou tetracíclicos (AOT), acumulados na espécie medicinal Uncaria tomentosa. Os experimentos de BDP visarão a obtenção de novos análogos dos AOP e AOT por meio da suplementação de dois análogos metilados da triptamina; 5-metil-triptamina e 7-metil-triptamina (o principal precursor indol biossintético) no meio de cultura das plântulas "in vitro" de U. tomentosa. Atualmente as plântulas da medicinal U. tomentosa já estão "in vitro" na Unidade de Biotecnologia Vegetal da Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP). A obtenção de novos análogos metilados dos AOP e AOT produzidos por U. tomentosa visará ampliar as opções terapêuticas uma vez que podem ser mais ativos do que o produto natural. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.