Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de um novo modelo de estabilizador para barra metálica utilizada na correção cirúrgica minimamente invasiva de pectus excavatum

Processo: 17/19902-5
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de outubro de 2017
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Miguel Lia Tedde
Beneficiário:Erica Mie Okumura
Instituição Sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/15290-7 - Avaliação de um novo modelo de estabilizador para barra metálica utilizada na correção cirúrgica minimamente invasiva de pectus excavatum, AP.R
Assunto(s):Cirurgia torácica
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:estabilizador oblíquo | Pectus exacavatum | procedimento cirúrgico de Nuss | Cirurgia Toracica

Resumo

Pectus excavatum (PE) é a deformidade mais comum de parede torácica, ocorrendo em aproximadamente 1/1000 pessoas. Atualmente, o tratamento cirúrgico por meio da técnica minimamente invasiva está se consolidando como técnica de eleição para o tratamento dessa afecção. Nesta técnica se coloca uma barra metálica temporária, em posição retroesternal, empurrando o esterno sem que seja necessária a ressecção de cartilagens. Apesar das vantagens obtidas com esta técnica, ela não está isenta de complicações sendo que o deslocamento da barra é um dos principais. No sentido de minimizar esse problema desenvolvemos um novo modelo de estabilizadores, além de todo o instrumental necessário para realizar a cirurgia minimamente invasiva. O objetivo principal deste estudo é comparar em dois grupos cirúrgicos o uso do estabilizador oblíquo em relação ao estabilizador perpendicular convencional no sentido de determinar qual deles apresenta menor índice de deslocamento da barra metálica. Além disso, este estudo também visa avaliar todo o conjunto de instrumentos desenvolvido por empresa nacional, para a realização deste tipo de cirurgia, que tenha custo compatível com nossa realidade econômica, e que possa ser acessível aos pacientes da Saúde Pública.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)