Busca avançada
Ano de início
Entree

Ideologias geográficas em Oliveira Vianna e sua influência na organização nacional

Processo: 17/03709-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2017
Vigência (Término): 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Paulo Roberto Teixeira de Godoy
Beneficiário:Guilherme de Lemos Gomes
Instituição-sede: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Identidade nacional   História do pensamento geográfico   Estado de direito   Conservadorismo (política)   Monarquia   Intelectuais

Resumo

A emergência do pensamento conservador no Brasil no início do século XX deu-se em um momento de grandes alterações sociais, culturais e políticas, principalmente em um país recém-liberto da escravidão e marcado pelo fim de um sistema monarca. Tal pensamento emerge principalmente numa tentativa de forjar uma identidade nacional, de explicar o que seria este país de grande extensão e grande diversidade, muitas vezes de modo contraditório e autoritário. Os intelectuais, portadores deste pensamento, para dar base geográfica aos seus discursos importam ideias cientificas, principalmente da geografia alemã. Dentre os intelectuais conservadores da época, destaca-se Oliveira Vianna, foco deste projeto, cujas ideias vão influir na organização nacional, principalmente durante a era Vargas, onde assume papel dentro do governo. (AU)