Busca avançada
Ano de início
Entree

Exercício físico, longevidade e healthspan: uma abordagem molecular e longitudinal no estudo de suas interações

Processo: 17/16540-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2017
Vigência (Término): 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Julio Cesar Batista Ferreira
Beneficiário:Juliane Cruz Campos
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/18444-9 - Dinâmica mitocondrial como fator limitante dos benefícios induzidos pelo exercício no healthspan em Caenorhabditis elegans, BE.EP.PD
Assunto(s):Exercício físico   Longevidade   Caenorhabditis elegans   Fisiologia do exercício

Resumo

A sustentabilidade é um tema de grande relevância para a sociedade atual. Um desequilíbrio acentuado entre oferta-demanda de recursos renováveis e não renováveis resultará em prejuízos sociais inestimáveis. Um dos fatores com grande impacto nesse desequilíbrio é o aumento exponencial da população idosa, que poderá resultar na falência dos sistemas de saúde atuais. Nesse sentido, a gerociência vem buscando estratégias para prolongar a vida de uma forma mais saudável através do aumento do healthspan - período de vida em que um indivíduo consegue manter uma boa saúde. A ciência atual mostra que a manipulação de alguns genes no nematoide Caenorhabditis elegans (C. elegans) e/ou ambiente aumenta sua longevidade. Entretanto, pouco se sabe sobre a relação entre longevidade e healthspan. O aumento da longevidade não acompanhado pela melhora do healthspan, seria catastrófico e pouco sustentável no médio prazo. Um grande problema no estudo dessa relação e, principalmente, no estabelecimento de uma causalidade, é a falta de modelos experimentais robustos. Sabendo que a redução da capacidade física é um dos maiores obstáculos na busca por um envelhecimento saudável, acreditamos que o exercício físico se enquadre como uma potente ferramenta tanto na avaliação, quanto na promoção do healthspan. Nesse sentido, pretendemos caracterizar a atividade locomotora basal e induzida como marcadores de healthspan em C. elegans, bem como estudar suas possíveis relações com longevidade (utilizando linhagens com longevidade alterada). Ainda, propomos investigar o impacto do exercício físico diário na longevidade e healthspan em C. elegans. Esses dados serão validados utilizando C. elegans com elevada longevidade. Por fim, pretendemos realizar uma genômica funcional para identificar quais são os genes essenciais (conservados em humanos) no aumento de ambos healthspan e longevidade. Vale ressaltar que estudos longitudinais como esse são inviáveis em mamíferos devido ao elevado tempo de execução e baixo poder de triagem (screening). Nossos resultados preliminares são promissores e demonstram que a longevidade aumentada nem sempre é acompanhada da melhora no healthspan (ex. capacidade física e resistência ao estresse térmico). Cabe salientar que para esse estudo contaremos com a colaboração dos Profs. Alexander Van der Bliek (UCLA-USA), Eyleen O'Rourke (U. Virginia-USA) e Marcelo Mori (Unicamp).

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FERREIRA, JULIO C. B.; CAMPOS, JULIANE C.; QVIT, NIR; QI, XIN; BOZI, LUIZ H. M.; BECHARA, LUIZ R. G.; LIMA, VANESSA M.; QUELICONI, BRUNO B.; DISATNIK, MARIE-HELENE; DOURADO, PAULO M. M.; KOWALTOWSKI, ALICIA J.; MOCHLY-ROSEN, DARIA. A selective inhibitor of mitofusin 1-beta IIPKC association improves heart failure outcome in rats. NATURE COMMUNICATIONS, v. 10, JAN 18 2019. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.