Busca avançada
Ano de início
Entree

Validação do teste de citotoxicidade em fibroblastos e validação do teste do micronúcleo em cultura e padronização da avaliação do teste do micronúcleo por citometria de fluxo

Processo: 17/20836-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de outubro de 2017
Vigência (Término): 30 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biologia Geral
Pesquisador responsável:Cynthia Bomfim Pestana
Beneficiário:Carmen Coelho Pita
Empresa:ALS Laboratórios LS Ltda
Vinculado ao auxílio:16/06985-7 - Desenvolvimento e implementação de métodos alternativos ao uso de animais em boas práticas de laboratório, AP.PIPE
Assunto(s):Alternativas aos testes com animais   Cultura de células   Citotoxicidade   Citometria de fluxo   Testes para micronúcleos

Resumo

A substituição de modelos animais na avaliação de produtos destinados à saúde depende do desenvolvimento e validação de testes alternativos, bem como da sua aceitação pelos órgãos regulamentadores. Na Fase II do presente projeto está previsto o uso do laboratório de cultura de células estruturado na Fase I para implantação de métodos que substituem totalmente o uso de animais: teste de citotoxicidade, teste do micronúcleo in vitro e o teste de irritação dérmica in vitro. Esses testes estão listados nas resoluções do CONCEA. A bolsista em questão deverá auxiliar no estabelecimento do teste de citotoxicidade pelo método do MTT, na padronização do teste do micronúcleo, avaliando a citotoxidade através da estimativa do índice de replicação (IR) dado pela proporção de células mononucleadas, binucleadas e multinucleadas e na padronização da concentração das substâncias de referência capazes de causar alterações cromossômicas e padronização da leitura de DNA por citometria de fluxo para avaliação automatizada dos micronúcleos, de forma a estabelecer as melhores condições de reprodutibilidade e repetibilidade.