Busca avançada
Ano de início
Entree

Metodologias para geração de imagem fotoacústica espectroscópica

Processo: 17/20592-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2017
Vigência (Término): 30 de junho de 2018
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Bioengenharia
Pesquisador responsável:Theo Zeferino Pavan
Beneficiário:Vivian Monezi Tetzner
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/18854-6 - Imagens fotoacústicas e ultrassônicas para caracterização de tecidos viscoelásticos, AP.JP
Assunto(s):Ultrassom   Fotoacústica   Imagem molecular   Eletromagnetismo

Resumo

A imagem fotoacústica é uma modalidade de imagem baseada no efeito fotoacústico, que se refere à geração de ondas acústicas devido à absorção de energia eletromagnética. É sabido que diferentes estruturas teciduais possuem perfis de absorção óptica bem característicos nas regiões visível (400 - 700 nm) e infravermelho próximo (700 - 1100 nm) do espectro eletromagnético, e que isso depende, em grande parte, de sua composição molecular. Portanto, as técnicas de imagens que se baseiam na interação de radiação luminosa com a matéria trazem informação da composição molecular dos tecidos. Um exemplo bastante explorado na literatura para geração de imagens funcionais e moleculares é através da diferença entre os espectros de absorção entre a oxi-hemoglobina (HbO2) e desoxi-hemoblobina. Nesse caso, imagens fotoacústicas da mesma região espacial são geradas em diferentes comprimentos de onda, entre 680 nm e 970 nm. Como a variação na intensidade dos pixels da imagem depende da absorção óptica naquela região, é possível inferir, por exemplo, a composição molecular da hemoglobina (com ou sem oxigênio), a partir da avaliação do brilho de cada pixel na mesma região espacial nas imagens geradas em diferentes comprimentos de onda da luz. Tipicamente, a variação da intensidade dos pixels é comparada com os valores de absorção óptica, previamente caracterizados, dos tecidos, ou agentes de contraste em análise. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)