Busca avançada
Ano de início
Entree

Diversidade genética de populações brasileiras de Triatoma sordida (Stal, 1859) (Hemiptera, Triatominae)

Processo: 17/18046-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2017
Vigência (Término): 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:Maria Tercília Vilela de Azeredo Oliveira
Beneficiário:Luiza Maria Grzyb Delgado
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto, SP, Brasil
Assunto(s):Triatoma   Genética populacional   Diversidade genética   Marcador molecular

Resumo

Triatoma sordida é considerada, atualmente, a espécie mais frequentemente capturada no Brasil, sendo registrada, até o momento, em 13 estados brasileiros. Embora a distribuição seja predominantemente peridomiciliar, T. sordida também é capaz de formar numerosas colônias intradomiciliares, destacando-a entre uma das prioridades nas campanhas de controle de triatomíneos no Brasil. Uma vez que o fenômeno de especiação críptica já tenha sido registrado para as populações de T. sordida de Bolívia e, levando em consideração que espécies crípticas podem ser diferenciadas apenas por ferramentas genéticas, ressaltamos a necessidade de um estudo de genética de populações entre os exemplares dos diversos estados do Brasil, pois pouco se conhece sobre a genética de populações desse vetor brasileiro (sendo a maioria dos estudos relacionados com Minas Gerais). Dessa forma, o presente estudo tem por finalidade caracterizar molecularmente, por meio da região intergênica ITS-1 e avaliar, por meio dos marcadores moleculares mitocondriais Cyt B e ND1, variantes populacionais da espécie T. sordida (Catuti - MG, Corumbá - MS, Macaúbas - BA, Monte Azul - MG, Seabra - BA e Taubaçu - BA), com o intuito de analisar a estrutura genética e avaliar o status específico das populações brasileiras desse vetor, com ênfase no fenômeno de especiação críptica. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.