Busca avançada
Ano de início
Entree

Ação da Polimixina B e do hidróxido de cálcio sobre endotoxinas e carga microbiana do canal radicular: estudo in vivo

Processo: 17/17351-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2017
Vigência (Término): 31 de outubro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Endodontia
Pesquisador responsável:Marcia Carneiro Valera Garakis
Beneficiário:Daniela Junqueira de Faria
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Polimixina B   Hidróxido de cálcio   Endotoxinas   Periodontite   Assepsia   Microbiologia

Resumo

Os microorganismos e seus produtos são as principais causas das patologias pulpares e lesões inflamatórias apicais. Durante o tratamento endodôntico, o preparo biomecânico (PBM) não é capaz de eliminar por completo microrganismos sendo necessária a utilização de medicamentos intracanais para a obtenção da assepsia intracanal e auxiliar na modulação da inflamação. O objetivo desta pesquisa é avaliar e comparar a eficácia do hidróxido de cálcio [Ca(OH)2] com soro ou associado a clorexidina e da Polimixina B, como medicações intracanais, na descontaminação de canais e na redução dos níveis de endotoxinas em dentes com infecção endodôntica primária e presença de periodontite apical, contribuindo, assim, para a clínica diária dos endodontistas. Para esta pesquisa serão selecionados 36 dentes com infecção endodôntica primária e divididos aleatoriamente em 3 grupos: Grupo Ca(OH)2: Soro Fisiológico + Ca(OH)2 (n=12) , Grupo PMX: 10.000 UI/mL polimixina (n=12) e Grupo CLX: Clorexidina + Ca(OH)2 (n=12). Serão realizadas coletas microbiológica e de endotoxinas dos canais radiculares utilizando cone de papel estéril/ apirogênico em diferentes momentos operatórios: Inicial (S1), após PBM (S2) e após 14 dias de medicação intracanal (S3). Cultura microbiana será realizada para determinar a carga bacteriana em UFC/mL (Unidades Formadoras de colônicas/ mL) presente nos canais radiculares. Para quantificação de endotoxinas será utilizado o teste KQCL de "Lisado de Amebócito Limulus". Para análise estatística os dados serão tabulados (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)