Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos ecotoxicológicos com embriões de peixes como ferramenta alternativa para o uso de animais no biomonitoramento ambiental

Processo: 17/22415-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE  
Vigência (Início): 01 de novembro de 2017
Vigência (Término): 31 de julho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Denise Tieme Okumura
Beneficiário:Denise Tieme Okumura
Empresa:Biotox Análises Ambientais Ltda. - ME
Vinculado ao auxílio:17/00937-3 - Estudos ecotoxicológicos com embriões de peixes como ferramenta alternativa para o uso de animais no biomonitoramento ambiental, AP.PIPE
Assunto(s):Ecotoxicologia   Embrião de animal   Danio rerio   Monitoramento biológico   Aquicultura

Resumo

Pesquisas alternativas com animais são uma questão emergente no cenário científico mundial devido a crescente preocupação com o bem-estar dos animais e o enrijecimento das leis em relação a sua experimentação. Hoje, cada vez mais, os órgãos de regulamentação estimulam a adoção de métodos alternativos, buscando substituir, reduzir ou refinar o uso científico de animais em experimentos nas atividades de ensino e pesquisa. Neste sentido, o objetivo desse projeto é a implementação de ensaios de ecotoxicidade com embriões de peixes Danio rerio no âmbito empresarial, verificando a viabilidade da inclusão destes ensaios no portfólio da empresa Biotox Análises Ambientais e a implementação de uma metodologia alternativa ao uso dos animais propriamente ditos. Uma ideia que vem sendo discutida em meio acadêmico e científico, mas que necessita de prévia avaliação. Isso para tornar os ensaios desenvolvidos com embriões de peixes um produto comercializável, assim como contribuir para o aumento da competitividade da empresa em um mercado cada vez mais consciente ecologicamente e comprometido com o conceito de bem-estar animal. Entretanto, os ensaios utilizando embriões ainda encontram grandes barreiras, uma vez que existe grande dificuldade para a aquisição comercial de desovas de peixes. Por isso, a implementação do cultivo dessa espécie no laboratório da empresa será de suma importância. Assim, o presente projeto se propõe a verificar as possibilidades de instalação dos cultivos de peixes, em escala empresarial, que disponibilizem e assegurem a qualidade, padronização e homogeneidade dos ovos de peixes. Além de identificar possíveis lacunas e adaptações necessárias para a realização dos ensaios de ecotoxicidade, e a readequação dos protocolos para a rotina laboratorial, caso seja necessário. Para tanto, serão realizados ensaios de ecotoxicidade aguda com embriões de peixes expostos a cosméticos, fármacos e agrotóxicos, os quais são atualmente os principais agentes responsáveis pelo uso científico de animais em experimentações. Para verificar a viabilidade econômica e ambiental destes ensaios, serão realizados paralelamente testes de ecotoxicidade aguda com peixes juvenis, o tipo de ensaio de ecotoxicidade com peixes mais utilizado atualmente no mercado para a avaliação ambiental, com as mesmas substâncias avaliadas nos testes com embriões. Todos os ensaios serão realizados de acordo com protocolos internacionais da OECD e seguindo-se os requisitos da norma NBR ISO/IEC 17.025. A padronização dos ensaios de ecotoxicidade com embriões de peixes é internacionalmente muito recente, havendo uma tendência de futuro aumento da utilização destes ensaios e sua inclusão nas exigências regulatórias no mundo todo. Considerando-se que tais ensaios constituirão métodos alternativos à utilização de animais em experimentação científica, e que não se tem o conhecimento de nenhum laboratório privado que esteja realizando esses ensaios no Brasil, o presente projeto contribuirá para a inserção da empresa em um contexto relativamente novo dentro do mercado de serviços ambientais, proporcionando a implementação de uma metodologia pouco difundida e desenvolvida no país. O desenvolvimento do presente projeto também possibilitará ao pesquisador envolvido a consolidação e atualização de seus conhecimentos dentro da sua área de atuação, e contribuirá para atender às demandas futuras do setor ambiental. (AU)