Busca avançada
Ano de início
Entree

Biossensores eletroquímicos para detecção da proteína HER2 relacionada ao câncer de mama

Processo: 17/13161-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2017
Vigência (Término): 30 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica
Pesquisador responsável:Marcelo Mulato
Beneficiário:Daisy Camargo Ferreira
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/22820-7 - Sistemas de detecção ultrasensíveis livre de rotulação para testes clínicos por meio de imitância eletroquímica, AP.TEM
Assunto(s):Sensores   Sensores eletroquímicos   Técnicas biossensoriais   Biomarcadores tumorais   Receptor do fator de crescimento epidérmico   Microeletrônica   Neoplasias mamárias

Resumo

Um dos maiores fatores associados com o sucesso no tratamento do câncer, de modo geral, é a sua detecção precoce. No caso do câncer de mama os métodos mais utilizados para diagnósticos são: mamografia, ultrassonografia e ressonância magnética. Embora sejam eficazes, na maioria dos casos, o diagnóstico é realizado quando a doença encontra-se em um estágio avançado, o que exige tratamentos mais agressivos, além de reduzir a chance de cura. Os marcadores tumorais são macromoléculas presentes nas células, no sangue ou em outros fluidos biológicos, cujo aparecimento e/ou alterações em suas concentrações estão relacionados com a gênese e o crescimento de células neoplásicas. Esses marcadores podem ser utilizados como indicadores de alterações malignas e serem úteis no diagnóstico precoce e acompanhamento da doença. Uma proteína alvo com grande potencial como marcador para terapias contra o câncer de mama é conhecida como HER2 (Human Epidermal growth factor Receptor-type 2). A super expressão dessa proteína está presente em até 20% de todos os casos de câncer de mama. Este projeto tem como principal objetivo o estudo e desenvolvimento de biossensores eletroquímicos baseados em monocamada auto organizada sobre eletrodos impressos, utilizando fitas de DNA sintéticas com sequências correspondentes a aptâmeros para reconhecimento da proteína HER2 empregando técnicas eletroquímicas como voltametria cíclica, espectroscopia de impedância e cronocoulometria para realizar a caracterização e respectiva detecção. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.