Busca avançada
Ano de início
Entree

A escrita acadêmica em língua inglesa de pesquisadores brasileiros no projeto Collocaid

Processo: 16/25198-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2018
Vigência (Término): 30 de abril de 2018
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Linguística Aplicada
Pesquisador responsável:Paula Tavares Pinto
Beneficiário:Paula Tavares Pinto
Anfitrião: Ana Lucia Frankenberg Garcia
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Surrey, Inglaterra  
Assunto(s):Léxico   Linguística de corpus

Resumo

O lançamento contínuo artigos científicos, seja na versão impressa ou on-line, requer atenção especial por parte de pesquisadores que, ao escreverem seus próprios artigos ou ao requererem sua tradução a profissionais especializados, tornam os estudos sobre o gênero acadêmico, sobre a linguagem técnico-científica e sobre o léxico bilíngue campos vastos a serem pesquisados e descritos. Com base nesta constatação, percebe-se que a abordagem teórico-metodológica da Linguística de Corpus tem favorecido a investigação de coletânea de textos, os corpora, com o auxílio de ferramentas computacionais elaboradas para fins de pesquisa linguística (SINCLAIR, 1995; BIBER, 1998). Em estudos anteriores (PAIVA, 2006; 2008; 2009), observamos que artigos científicos traduzidos por tradutores profissionais não apresentavam os mesmos problemas apontados por Johns (1991) na escrita de resumos em língua inglesa que haviam sido escritos por pesquisadores brasileiros. No entanto, observamos o emprego de verbos que não são utilizados com tanta frequência por pesquisadores de revistas internacionais. Por este motivo, propomos uma pesquisa que visa analisar a linguagem acadêmica produzida por brasileiros que tenham o inglês como "língua adicional" (SWALES e FEAK, 2009), ou melhor, língua utilizada para publicação internacional. O objetivo principal será o de levantar padrões colocacionais e coligacionais que não estejam de acordo com a escrita acadêmica em língua inglesa e, com base neste levantamento, propor soluções que envolvam a integração das necessidades dos escreventes brasileiros a partir de dados lexicográficos extraídos de corpora e de ferramentas de escrita. Para tanto, participaremos do projeto Collocaid (FRANKENBERG-GARCIA, LEW e ROBERTS, 2017), desenvolvido na Universidade de Surrey, Inglaterra.