Busca avançada
Ano de início
Entree

Envolvimento da acetilação de histonas na modulação da vulnerabilidade aos efeitos da cocaína induzida pela exposição a canabinóides durante a adolescência

Processo: 17/19284-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 29 de janeiro de 2018
Vigência (Término): 28 de janeiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Pesquisador responsável:Sâmia Regiane Lourenço Joca
Beneficiário:Pedro Henrique Gobira Nunes
Supervisor no Exterior: David Dietz
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : State University of New York, Buffalo State (SUNY), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:16/00715-8 - Sensibilização à cocaína induzida por exposição prévia a canabinóides: envolvimento de mecanismos epigenéticos induzidos por Metilação do DNA, BP.PD
Assunto(s):Acetilação

Resumo

A exposição repetida à cocaína promove mudanças estruturais e eletrofisiológicas em distintas estruturas encefálicas da via mesolímbica, a qual é responsável por regular os comportamentos relacionados ao transtorno do uso de substâcias. Essas complexas adaptações cerebrais são mediadas por modificações nos padrões dinâmicos de expressão gênica que culminam com mudanças duradouras. Esse processo é criticamente regulado por mecanismos epigenéticos, incluindo a acetilação de histonas. De fato, trabalhos recentes demonstraram que a administração de cocaína altera os níveis e a atividade das enzimas envolvidas nesse processo epigenético. Entretanto, pouco se sabe acerca da interferência de fatores ambientais e de outras drogas de abuso neste mecanismo e sua relevância na vulnerabilidade às respostas a cocaína. Influências ambientais na adolescência parecem ser determinantes para o comportamento do adulto, possivelmente por meio de alterações epigenéticas. Evidências oriundas de estudos pré-clínicos e epidemiológicos sugerem que a utilização da Cannabis sativa durante a adolescência, bem como a exposição a cannabinoides sintéticos durante este período do desenvolvimento, intensificam os efeitos comportamentais da cocaína em adultos. No entanto, o envolvimento de mecanismos epigenéticos neste processo permanece pouco elucidado. Assim, este estudo foi desenhado para testar o envolvimento da acetilação de histonas no aumento da vulnerabilidade aos efeitos da cocaína induzido pela exposição a canabinoides durante a adolescência.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
WERNER, C. T.; MITRA, S.; MARTIN, J. A.; STEWART, A. F.; LEPACK, A. E.; RAMAKRISHNAN, A.; GOBIRA, P. H.; WANG, Z. -J.; NEVE, R. L.; GANCARZ, A. M.; SHEN, L.; MAZE, I.; DIETZ, D. M. Ubiquitin-proteasomal regulation of chromatin remodeler INO80 in the nucleus accumbens mediates persistent cocaine craving. SCIENCE ADVANCES, v. 5, n. 10 OCT 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.