Busca avançada
Ano de início
Entree

Justiça Restaurativa e construcionismo social

Processo: 17/17279-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 23 de janeiro de 2018
Vigência (Término): 29 de abril de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Social
Pesquisador responsável:Laura Vilela e Souza
Beneficiário:Letícia Trombini Vidotto
Supervisor no Exterior: Sheila Mcnamee
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of New Hampshire (UNH), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:16/23063-6 - Participação em processo de formação de facilitadores/as de práticas restaurativas em escolas, BP.MS
Assunto(s):Construcionismo social   Justiça restaurativa

Resumo

Ainda que a Justiça Restaurativa (JR) seja a busca por uma noção alternativa de justiça e, por consequência, de responsabilização que busque ampliar o entendimento das pessoas implicadas na produção de conflitos e violências, nossa revisão da literatura nos chama a atenção para como, em muitos momentos, a noção de responsabilidade que subjaz as práticas restaurativas desenvolvidas traz a ideia de um agente autônomo e da culpabilização individual. Portanto, o objetivo deste estágio científico é o aprofundamento do conhecimento teórico do conceito de Responsabilidade Relacional (RR) e discussão da relação entre os pressupostos da JR e a noção construcionista social de RR. Para tanto, serão realizadas reuniões de supervisão/orientação com Sheila McNamee, umas das principais referências do construcionismo social e autora do conceito de RR; participação em disciplinas oferecidas por ela; revisão bibliográfica; discussão, análise e Redação de resultados. Este projeto aposta no aprofundamento do estudo do conceito de Responsabilidade Relacional e na discussão de como isso pode ser fundamental para reconceitualização da noção de responsabilidade na JR, podendo ajudar a pensar as práticas restaurativas como transformação social em seu sentido mais amplo, além de colaborar com os disseminadores da JR e enriquecer as discussões sobre as implementações dessas práticas no Brasil, uma vez que apostamos no construcionismo social como metateoria analística da JR.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)