Busca avançada
Ano de início
Entree

As múltiplas origens da fossorialidade em lagartos: evolução morfológica do crânio em grupos que se enterram com a cabeça

Processo: 17/17889-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Vigência (Término): 31 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Tiana Kohlsdorf
Beneficiário:Vinicius Anelli
Supervisor no Exterior: Anthony Rene Guillaume Herrel
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : Muséum National d'Histoire Naturelle, França  
Vinculado à bolsa:16/16385-7 - Evolução morfológica do crânio em linhagens fossoriais de Gymnophthalmidae (Squamata), BP.MS
Assunto(s):Squamata   Lagartos   Fenótipo

Resumo

As múltiplas origens da fossorialidade em lagartos está frequentemente associada com corpos alongados e sem membros. Morfologias serpentiformes, neste contexto, são grosseiramente interpretadas como equivalentes, e a prevalência desse fenótipo em associação ao hábito fossorial está relacionada com os benefícios energéticos e biomecânicos acarretados durante o enterramento. Muitas linhagens de lagartos fossoriais se enterram primeiro com a cabeça (head-first burrowers), e modificações nesta estrutura também foram descritas nesses animais. Associações evolutivas entre a evolução morfológica do crânio e a fossorialidade foram descritas na família de lagartos Gymnophthalmidae, embora as duas linhagens fossoriais desta família provavelmente representem processos evolutivos distintos de diversificação morfológica do crânio em associação com a ocupação de ambientes subterrâneos. A presente proposta BEPE tem o objetivo de implementar um estágio de seis meses sob a supervisão do Dr. Anthony Herrel, no Museu Nacional de História Natural de Paris, a partir de duas abordagens complementares. Com a primeira abordagem proposta, em acordo com o projeto de mestrado em desenvolvimento cujo enfoque está na evolução morfológica do crânio em duas linhagens fossoriais de gimnoftalmídeos, temos o objetivo de testar a resistência imposta por diferentes substratos sob distintas morfologias craniais durante o enterramento head-first utilizando modelos em 3D de crânios de espécies de lagartos gimnoftalmídeos. A segunda abordagem, por sua vez, tem o intuito de refinar a interpretação tradicional das morfologias serpentiformes em um contexto taxonômico mais amplo, a partir de um estudo extensivo utilizando morfometria linear para descrever a evolução da forma da cabeça em diversos grupos de lagartos que evoluíram independentemente o hábito fossorial. (AU)