Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de formas polimórficas de matérias-primas de ritonavir e lopinavir com o uso da difração de raios X por pó e do método de Rietveld

Processo: 17/16499-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2017
Vigência (Término): 31 de outubro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física da Matéria Condensada
Pesquisador responsável:Fabio Furlan Ferreira
Beneficiário:Lucas Barboza Moreira Pinheiro
Instituição-sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Lopinavir   Ritonavir   Polimorfismo genético   Método de Rietveld   Cristalografia   Difração por raios X

Resumo

A correta identificação e quantificação de polimorfos (o polimorfismo é a propriedade de uma substância de se cristalizar em mais de uma estrutura cristalina) tanto em matérias-primas quanto em substâncias acabadas é de grande interesse dos pesquisadores envolvidos em processos de desenvolvimento de novas formas cristalinas ou em processos de controle de qualidade. Um dos exemplos mais conhecidos na literatura científica foi o do ritonavir, que sofreu mudança estrutural com o tempo. Uma das técnicas mais utilizadas na caracterização estrutural de insumos farmacêuticos é a difração de raios X por pó. Quando utilizada em conjunto com o método de Rietveld de refinamento de estruturas cristalinas, é possível realizar a identificação e quantificação de fases de modo confiável. Mesmo quando não se tem informação sobre a estrutura cristalina de um dado material ou até mesmo se conheça parcialmente suas informações (parâmetros de rede e grupo espacial, por exemplo), o método pode ser utilizado com a implementação da metodologia conhecida como PONKCS - Partial Or No Known Crystal Structure - no programa Topas-Academic. Neste plano de trabalho o aluno irá estudar conceitos básicos sobre polimorfismo, cristalografia e difração de raios X por pó, de forma a identificar e quantificar polimorfos de formas cristalinas de matérias-primas de ritonavir e lopinavir. (AU)