Busca avançada
Ano de início
Entree

Prospecção de genes de resistência a metais em bibliotecas metagenômicas de água e sedimento do Rio Tietê

Processo: 17/14240-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Pesquisador responsável:Welington Luiz de Araújo
Beneficiário:Larissa Rodrigues Vicente
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Bioprospecção   Metagenômica   Poluentes ambientais   Tratamento de águas residuárias   Restauração ecológica

Resumo

Nas últimas décadas houve um aumento na preocupação mundial em relação a problemas ambientais, devido principalmente ao aumento da atividade industrial e ao grande crescimento populacional. Com estes eventos, os problemas associados à contaminação ambiental têm alcançado grandes dimensões e podem ser observados por meio das alterações na qualidade do ar, da água e do solo. As atividades industriais, embora necessárias para o desenvolvimento da sociedade, causam sérios problemas ambientais devido à eliminação inadequada de seus efluentes, sendo o tratamento destes um dos mais importantes assuntos em relação ao controle de poluição. Os micro-organismos podem auxiliar no tratamento de efluentes e na recuperação de ambientes poluídos. Para isso, o conhecimento de mecanismos microbianos associados à resistência a poluentes pode ser um fator importante para o desenvolvimento de linhagens eficientes no tratamento e recuperação de áreas contaminadas. Neste aspecto, análises independentes de cultivo e a metagenômica podem contribuir de forma significativa, não somente na identificação de genes e linhagens capazes de realizar a descontaminação, mas também de mecanismos envolvidos na resistência/tolerância a contaminantes ambientais. Sendo assim, o presente trabalho tem por objetivo avaliar uma biblioteca metagenômica contendo fragmentos de aproximadamente 40kb em fosmídios, na busca por genes envolvidos na resistência a metais tóxicos. Esta biblioteca foi gerada a partir de DNA metagenômico obtido da água e sedimento do Rio Tietê e contem aproximadamente 25.000 clones. Para isso, os clones serão avaliados em meio de cultura contendo cádmio, chumbo e níquel e, os clones resistentes serão sequenciados e o genoma obtido será anotados para identificação dos genes envolvidos nesta resistência. Esta estratégia permitirá identificar e posteriormente clonar genes de interesse para compreensão dos mecanismos associados à sobrevivência destas bactérias em ambientes impactados como o Rio Tietê. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)