Busca avançada
Ano de início
Entree

Os efeitos da alamandina sobre o trocador Na+/H+ em túbulo proximal renal de ratos espontaneamente hipertensos

Processo: 17/10772-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2017
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Gerhard Malnic
Beneficiário:Regiane Cardoso Castelo Branco
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/25438-2 - Papel da interação Alamandina/MrgD na doença renal aguda, BE.EP.PD
Assunto(s):Fisiologia renal

Resumo

O Sistema Renina Angiotensina (SRA) é um regulador chave do sistema cardiovascular e do balanço hídroeletrolítico. Um novo componente desse sistema foi identificado e caracterizado recentemente, a alamandina, um heptapeptidio gerado pela ação catalitica da enzima conversora de angiotensina 2 ou diretamenta a partir da angiotensina-(1-7). A Alamandina produz diversas ações fisiológicas semelhantes às produzidas pela angiotensina-(1-7), incluindo vasodilatação, antifibrosis, anti-hipertensiva, e efeitos centrais. Até o momento, as ações da Alamandina no rim não estão bem entendidas. Adicionalmente, é amplamente reconhecido o importante papel do SRA na fisiopatologia das doenças cardiovasculares e renais, sendo admitido que nessas doenças os efeitos benéficos da Alamandina sejam semelhantess aos efeitos protetores da Ang-(1-7). Para contribuir ao entendimento da etiologia da hipertensão arterial, pretendemos investigar os efeitos da Alamandina e/ou do antagonista do receptor AT2 da Angiotensina II PD123319 em microperfusão tubular em ratos espontaneamento hipertensos (SHR). A fisiologia do órgão será avaliada pela quantificação da expressão protéica da isoforma 3 do trocador Na+/H+ (NHE3; responsável pela regulação do volume intra- e extracelular) e dos receptores AT2 e MAS, por Western blotting do tecido renal.