Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação de áreas de risco para arboviroses utilizando armadilhas para adultos de Aedes Aegypti e Aedes Albopictus e imagens de sensoriamento remoto

Processo: 17/10297-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2017
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Pesquisador responsável:Francisco Chiaravalloti Neto
Beneficiário:Camila Lorenz
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/08205-7 - Uso do sensoriamento remoto para mapear áreas de infestação por fêmeas adultas de Aedes Aegypti, BE.EP.PD
Assunto(s):São Paulo   Dengue   Vetores

Resumo

O atual panorama epidemiológico no Brasil é preocupante, pois nos últimos anos foram notificados milhares de casos de dengue, zika e chikungunya, além da recente reemergência da febre amarela. O mosquito Aedes aegypti tem papel fundamental na disseminação de todos esses agravos. O papel da sua espécie-irmã, Aedes albopictus, ainda é pouco conhecido no Brasil, mas pode ter um grande impacto epidemiológico futuro. Existe uma grande dificuldade para identificar áreas de risco para arboviroses tendo como base somente os indicadores entomológicos tradicionalmente utilizados nos programas de controle, como índices de Breteau, Predial e de Recipientes. São escassos os trabalhos que relacionam a presença do mosquito adulto com a ocorrência direta de casos de arboviroses e características físicas dos locais dos agravos. Dessa forma, propomos aqui elaborar um modelo para detectar áreas de alto risco para dengue, zika e chikungunya baseado na presença dos mosquitos adultos Ae. aegypti e imagens de sensoriamento remoto. Podemos obter benefícios do uso de imagens de satélite e de Veículos Aéreos Não Tripulados para aquisição de imagens aéreas de alta qualidade que informam justamente as características físicas dos locais com a presença dos vetores e com casos de arboviroses. A metodologia desenvolvida aqui possibilitará que as áreas de risco para presença de Ae. aegypti e para ocorrência dessas arboviroses sejam identificadas com base apenas à consulta de imagens de satélite e ortofotos, permitindo que sejam priorizadas pelos serviços de saúde e de controle para o desenvolvimento de medidas de vigilância. Adicionalmente, propomos também avaliar a distribuição e abundância da espécie Ae. albopictus nas áreas com presença de casos das três arboviroses.

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LORENZ, CAMILA; CHIARAVALLOTI-NETO, FRANCISCO; LAGE, MARIANA DE OLIVEIRA; QUINTANILHA, JOSE ALBERTO; PARRA, MAISA CARLA; DIBO, MARGARETH REGINA; FAVARO, ELIANE APARECIDA; GUIRADO, MARLUCI MONTEIRO; NOGUEIRA, MAURICIO LACERDA. Remote sensing for risk mapping of Aedes aegypti infestations: Is this a practical task?. Acta Tropica, v. 205, MAY 2020. Citações Web of Science: 0.
LORENZ, CAMILA; SUESDEK, LINCOLN. The use of wing shape for characterising macroevolution in mosquitoes (Diptera: Culicidae). INFECTION GENETICS AND EVOLUTION, v. 77, JAN 2020. Citações Web of Science: 0.
LORENZ, CAMILA; RIBEIRO, ANA FREITAS; CHIARAVALLOTI-NETO, FRANCISCO. Mayaro virus distribution in South America. Acta Tropica, v. 198, OCT 2019. Citações Web of Science: 0.
THIAGO SALOMÃO DE AZEVEDO; CAMILA LORENZ; FRANCISCO CHIARAVALLOTI-NETO. Risk mapping of visceral leishmaniasis in Brazil. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, v. 52, p. -, 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.