Busca avançada
Ano de início
Entree

Capacidade teste-reteste de variáveis eletromiográfica dos músculos mastigatórios, em repouso e em movimento, associada à qualidade de sono e vida de pacientes com Síndrome de Down

Processo: 17/21178-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2017
Vigência (Término): 31 de outubro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Mônica Fernandes Gomes
Beneficiário:Gabriela Raine de Carvalho Silva
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Síndrome de Down   Músculos mastigatórios   Confiabilidade   Eletromiografia   Qualidade de vida   Apneia obstrutiva do sono   Formas quadráticas

Resumo

Síndrome de Down (SD), também conhecida como Trissomia do 21, é uma desordem cromossômicas, causada pela presença de todos ou parte de um extra-cromossomo 21. Esta condição é uma anormalidade cromossômica mais frequente, associada a uma deficiência intelectual. Sua incidência é de aproximadamente de 1/700 neonatos. A desordem genética é atribuída à trissomia (92 a 95% dos casos), ao mosaicismo (2 a 4%) e à translocação do cromossomo 21 (3 a 5%) para outro cromossomo acrocêntrico, frequentemente para o cromossomo 14. Essa translocação pode ocorrer durante a formação de células reprodutivas em um progenitor ou no feto em desenvolvimento. Em relação as características orofaciais, esse indivíduo tem frequentemente expressão facial sindrômica, pálpebras oblíquas craniolateral, língua protrusa, repousando sobre os incisivos inferiores (pseudomacroglossia) e uma alteração sugestiva do fluxo salivar. Outra condição é a hipotonia muscular generalizada, resultando em uma sinergia muscular prejudicada. Estes fatos podem desencadear expressivas complicações clínicas como disfunção mastigatória, desordem na fala e disfagia. Objetivo: O objetivo deste estudo será determinar a capacidade, dentro do dia e entre dias, de variáveis eletromiográficas dos músculos mastigatórios em pacientes com Síndrome de Down. Em adição, avaliar-se-ão a risco de Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) e seu efeito na vida social desses indivíduos, mediante questionários específicos. Métodos: A eletromiografia superficial será realizada sobre os músculos masseter direto e esquerdo (porção superficial), temporal direito e esquerdo (porção anterior) e supra-hioideo em 30 pacientes com Síndrome de Down. As atividades elétricas dos músculos serão avaliadas nas seguintes condições: em repouso, em contração máxima de mordida voluntária (CMV), durante a dinâmica de abertura-fechamento de boca e força mastigatória total. Esses registros eletromiográficos serão realizados em triplicata e em três sessões consecutivas, com um intervalo de no mínimo 7 dias. Os dados obtidos serão analisados usando a amplitude quadrática média da raiz, frequência média, frequência mediana, cruzamento zero e entropia aproximada. Além disso, nós avaliaremos a sonolência, o risco de Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) e a qualidade do sono e de vida desses indivíduos, mediante aplicação e análise de questionários específicos. Os resultados obtidos serão submetidos à análise estatística utilizando o Teste T Pareado ou Teste de Wilcoxon - Signed Rank, de acordo com a análise de distribuição dos dados. (AU)