Busca avançada
Ano de início
Entree

Elucidação dos mecanismos envolvidos no aumento do metabolismo oxidativo e conteúdo do UCP1 no tecido adiposo branco induzidos pela deleção de TSC1 em adipócitos

Processo: 17/17403-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2018
Vigência (Término): 30 de junho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:William Tadeu Lara Festuccia
Beneficiário:Thayna dos Santos Vieira
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/19530-5 - Caracterização do envolvimento do sensor de nutrientes mTOR no desenvolvimento de doenças metabólicas crônicas associadas à obesidade, AP.TEM
Assunto(s):Obesidade   Diabetes mellitus   Adipócitos   Metabolismo   Respiração celular

Resumo

O aumento exponencial dos casos de obesidade no mundo é um problema alarmante para toda a população, uma vez que esta aumenta as chances de desenvolvimento de diversas doenças associadas com o excesso de massa adiposa, como o Diabetes tipo II e a resistência à insulina. Atualmente no Brasil, cerca de metade da população apresenta sobrepeso, caminhado para uma possível obesidade. Desta forma, entender os mecanismos moleculares que determinam a adiposidade é um passo essencial para a elaboração de métodos terapêuticos eficazes contra a obesidade. Neste sentido, estudos recentes do nosso laboratório encontraram que a ativação constitutiva do complexo 1 da mTOR (mechanistic target of rapamycin, mTORC1) exclusivamente em adipócitos pela deleção de Tsc1 promove aumento do conteúdo de mitocôndrias e metabolismo oxidativo (consumo de oxigênio e oxidação de ácidos graxos) no tecido adiposo visceral e subcutâneo, bem como, aumento no conteúdo da proteína desacoplada a 1 (UCP1) e redução de massa do tecido adiposo visceral. No presente projeto tem como objetivo principal investigar os mecanismos moleculares pelos quais a ativação constitutiva de mTORC1 promove estes fenótipos. Assim vamos neste estudo testar duas hipóteses: 1) que o aumento na biogênese mitocondrial e metabolismo oxidativo induzidos pela deleção de Tsc1 são resultado da maior demanda energética promovida pela ativação constitutiva da síntese proteica nos adipócitos devido a superativação de mTORC1; 2) que o aumento no conteúdo de UCP-1 no tecido adiposo visceral induzido pela deleção de Tsc1 é mediado por um aumento na atividade transcricional dos fatores de transcrição PPAR±, PPARg, ER± ou ERR±. (AU)