Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da expressão de ²-defensinas na serpente Bothrops jararaca

Processo: 17/22517-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de novembro de 2017
Vigência (Término): 30 de junho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Nancy Oguiura
Beneficiário:Leonardo Sanches
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/00003-5 - Genes de toxinas de venenos e b-defensinas de serpentes, AP.R
Assunto(s):Expressão gênica   Bothrops jararaca   beta-Defensinas   Anti-infecciosos

Resumo

O projeto "Genes de toxinas de venenos e B-defensinas de serpentes" aborda: (1) a análise de genes de serino proteases de Bothrops jararaca e B. erythromelas; (2) análise de genes de B-defensinas dos colubrídeos Thamnodynastis strigatus, T. hypoconia e Phalotris mertensi; (3) estudo da expressão de ²-defensinas em diversos tecidos de B. jararaca utilizando PCR em tempo real; (4) análise da organização dos genes de B-defensinas no genoma da serpente B. jararaca; (5) teste das atividades antimicrobianas das B-defensinas e seus derivados contra bactérias e fungos. Como as análises de sequências obtidas por amplificação necessitam a clonagem em um vetor plasmidial bacteriano, por estarmos trabalhando com famílias gênicas e para o sequenciamento dessas sequências que são longas para um único sequenciamento utilizando o método de Sanger. Incluindo os testes antimicrobianos dos peptídeos sintéticos, essas atividades demandam um grande uso da sala NB-1. Portanto, as atividades que o bolsista desenvolverá referente a essa área incluem: manutenção e limpeza, atualização dos Procedimentos Operacionais Padrão da área NB-1, preparo e reposição dos meios líquidos e sólidos, preparação de bactérias competentes, organização das vidrarias, descartáveis e reagentes. Durante o desenvolvimento do item (4) do projeto, tivemos a chance de buscar novas sequências de B-defensinas nos "scaffolds" do Projeto Genoma da B. jararaca, montados pelo grupo coordenado pelo Dr. Inácio Junqueira de Azevedo do Laboratório de Proteômica Funcional do Instituto Butantan. Isso possibilitou a descoberta de novas sequências que valeriam a pena serem testadas para expressão nos diversos tecidos, uma vez que as testadas inicialmente por PCR em tempo real apresentaram baixa expressão ou expressão específica nos tecidos reprodutivos. Portanto, serão testadas quatro novas sequências representativas dos novos genes descobertos. (AU)