Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise dos efeitos do fungicida estrobilurina piraclostrobina no intestino médio de Apis mellifera africanizada Linnaeus, 1758 (Hymenoptera: Apidae) e Melipona scutellaris Latreille, 1811 (Hymenoptera: Apidae)

Processo: 16/15743-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2017
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Zoologia Aplicada
Pesquisador responsável:Osmar Malaspina
Beneficiário:Caio Eduardo da Costa Domingues
Instituição-sede: Centro de Estudos de Insetos Sociais (CEIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro, SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/05072-3 - Uma abordagem multifatorial para avaliar o estado de saúde das colônias de abelhas em plantações de Eucalyptus, BE.EP.DR
Assunto(s):Ecotoxicologia   Intestinos

Resumo

As abelhas por meio da polinização são essenciais em muitas culturas agrícolas e também na manutenção e preservação de vegetação nativa. No Brasil, a espécie manejada Apis mellifera africanizada é a principal polinizadora de culturas agrícolas, enquanto a espécie nativa sem ferrão Melipona scutellaris é vital para manutenção da biodiversidade da flora. No entanto, devido ao aumento exacerbado de agrotóxicos, associado à fragmentação dos seus habitats, essas duas espécies apresentam declínio de suas populações. O presente projeto tem como objetivo avaliar os efeitos biológicos do fungicida piraclostrobina em A. mellifera e M. scutellaris, bem como analisar os efeitos deste fungicida nas atividades mitocondrial e da enzima fosfatase alcalina e na morfo-fisiologia do intestino médio de ambas as espécies. Além disso, o projeto propõe-se a avaliar a diferença de sensibilidade das espécies ao piraclostrobina e a distinta resposta de larvas e adultos. A importância e relevância do estudo dar-se-á principalmente que os fungicidas estão cada vez mais presentes nos campos agrícolas e também na escassez de estudos com ecotoxicologia de meliponíneos. As informações geradas pelo projeto poderão auxiliar na compressão das respostas de larvas e adultos aos agrotóxicos e subsidiar futuros programas de monitoramento de abelhas.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.