Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise qualitativa e quantitativa de metazoários parasitos de duas espécies de peixes provenientes dos rios Jacaré-Pepira e Jacaré-Guaçu, pertencentes a bacia do médio Rio Tietê, São Paulo, Brasil

Processo: 17/02901-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2017
Vigência (Término): 30 de abril de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Recursos Pesqueiros de Águas Interiores
Pesquisador responsável:Angela Mitie Otta Kinoshita
Beneficiário:Felipe Freitas Januário
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade do Sagrado Coração (USC). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Helminthes

Resumo

O Brasil possui a maior megadiversidade do planeta, a qual atualmente passa por situações de absolutas ameaças em relação aos ecossistemas marinhos e dulcícolas principalmente por degradação e por problemas ambientais, um exemplo deste tipo de ambiente é o rio Jacaré Pepira e Jacaré-Guaçu no município de Ibitinga. O uso inadequado do solo devido às atividades realizadas como práticas agrícolas e agropecuárias incompatíveis, monocultura, reflorestamento, destruição e redução das matas, assim como ausência de infraestrutura de saneamento, falta de planejamento nas atividades antrópicas da cidade e indústrias são os responsáveis pelo aumento dos processos de erosão, poluição, perda de biodiversidade e alterações na qualidade da água. Os rios Jacaré-Pepira e Jacaré-Guaçu são responsáveis pelo sustento de muitas famílias de pescadores da população ribeirinha ibitinguense. Atualmente, os parasitos foram confirmados como importantes componentes da biodiversidade, entretanto, para o completo conhecimento do funcionamento da biosfera é essencial determinar a função absoluta dos parasitos nos ecossistemas naturais, assim como reconhecer os pontos de acesso de baixa e alta diversidade parasitária. Portanto, o objetivo principal deste projeto será analisar qualitativamente e quantitativamente as comunidades parasitárias dos ectoparasitos e endoparasitos de Astronotus ocellatus (Agassiz, 1831) e Pimelodus maculatus (Kner, 1860) coletados nos rios Jacaré Pepira e Jacaré-Guaçu, Município de Ibitinga, estado de São Paulo.