Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da expressão e do potencial prognóstico de genes presentes no locus chr9p22.1-p21.3 em gliomas

Processo: 17/09749-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2017
Vigência (Término): 31 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Rui Manuel Vieira Reis
Beneficiário:Paola Gyuliane Gonçalves
Instituição-sede: Hospital do Câncer de Barretos. Fundação Pio XII (FP). Barretos , SP, Brasil
Assunto(s):Sistema nervoso central   Cultura de células   Prognóstico   Glioma   Análise

Resumo

Gliomas são tumores cerebrais malignos e são também os mais frequentes dentre os tumores do sistema nervoso central. Grande parte dos gliomas são incuráveis; quando tratados, a média de sobrevida é de aproximadamente 14 meses. A irrelevância no sucesso do tratamento desses tumores acontece devido ao baixo entendimento de suas bases moleculares, como também pelo uso de uma mesma terapia padrão para todos os diferentes tipos histológicos de glioma. Nosso grupo de pesquisa descreveu uma região frequentemente deletada (chr9p22.1-p21.3) em gliomas, com genes potencialmente importantes no prognóstico deste tipo tumoral. Sendo assim, o objetivo do presente projeto é analisar a expressão e o potencial prognóstico de genes presentes neste lócus, e avaliar os efeitos funcionais da perda de expressão e da reexpressão destes genes em linhagens celulares de gliomas. Para tanto, será realizada uma análise in silico (n > 600 casos) do potencial prognóstico de todos os 27 genes presentes nesta região, e serão selecionados de 2 a 4 genes para análises posteriores. A seguir, para cada um dos genes, será feita análise da expressão proteica (imunohistoquímica) e de mRNA (qRT-PCR) em uma série de linhagens celulares e casos de gliomas provenientes do Hospital de Câncer de Barretos e parceiros (n = 250 casos). Os genes selecinoados serão silenciados e reexpressos em linhagens celulares, e alterações funcionais serão avaliadas (proliferação, apoptose, migração e invasão celular). Por fim, será avaliada a resposta destas linhagens ao tratamento padrão com temozolamida. Os resultados podem levar à proposição de novas abordagens terapêuticas para o tratamento de pacientes com gliomas que possuem esta deleção.