Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da imunoexpressão de marcadores de células de Langerhans em fibrose submucosa oral

Processo: 17/15633-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2017
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Pablo Agustin Vargas
Beneficiário:Luan César da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Patologia bucal   Neoplasias bucais   Células de Langerhans   Células dendríticas   Fibrose

Resumo

A fibrose submucosa oral (FSO), segundo dados epidemiológicos, representa um problema de saúde pública que afeta o continente asiático, principalmente o subcontinente indiano. A etiologia e patogênese da doença ainda são incertas, porém sabe-se que sua manifestação está intimamente ligada com o hábito de mascar Betel, um tipo de fumo que contém em sua composição a noz de areca, substância classificada como carcinógeno tipo I pela Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (IARC), o que caracteriza essa lesão com alto potencial de malignização. Por desempenhar um papel importante na defesa do organismo contra células tumorais e o desenvolvimento do câncer, as células do sistema imune tem sido estudadas por sua capacidade de reconhecer células malignas precursoras e destruí-las. As células de Langerhans (CL) e células dendrítricas (CD) possuem importante papel na cavidade oral, além de estarem ligadas a imunopatogenese de várias lesões, atuam na estimulação da reação das células T, que liberam diversas citocinas e fatores de crescimento que conduzem a fibrose. Objetivo: Investigar o perfil de distribuição das CL e CD em FSO e no câncer de boca, e correlacioná-lo com o prognóstico nestas lesões. Metodologia: Serão utilizados 27 casos de FSO em cortes de 3¼m provenientes do Biobanco da Faculdade de Odontologia de Piracicaba (UNICAMP), sendo 3 lâminas silanizadas de cada caso, totalizando 81 lâminas; 50 casos fixados em formol e emblocados em parafina diagnosticados como Carcinoma Espinocelular (CEC) de cavidade oral que serão coletados no hospital oncológico AC Camargo Cancer Center, e 10 casos de mucocele provenientes do Orocentro da Faculdade de Odontologia de Piracicaba (UNICAMP). Os casos serão coletados com diferentes graus de displasia epitelial que serão submetidos à investigação das CL e CD por meio de reações imuno-histoquímicas utilizando-se os marcadores moleculares CD1a, CD207, CD83 e CD303. Os dados clínicos e de acompanhamento dos pacientes incluídos no estudo serão coletados por meio de consulta aos seus respectivos prontuários médicos. A análise estatística será composta por análises de associação, análises de correlação e análises de variância. Resultados esperados: Ao término deste projeto de pesquisa esperamos compreender melhor o papel das CL e CD na FSO e na carcinogênese oral, bem como seu potencial uso como determinante prognóstico. Além de colaborar com a literatura, visto que apenas dois estudos investigaram a distribuição das CL em FSO. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA SILVA, LUAN CESAR; FONSECA, FELIPE PAIVA; DE ALMEIDA, OSLEI PAES; LINHARES DE ALMEIDA MARIZ, BRUNO AUGUSTO; LOPES, MARCIO AJUDARTE; RADHAKRISHNAN, RAGHU; SHARMA, MOHIT; KOWALSKI, LUIZ PAULO; VARGAS, PABLO AGUSTIN. CD1a+and CD207+cells are reduced in oral submucous fibrosis and oral squamous cell carcinoma. MEDICINA ORAL PATOLOGIA ORAL Y CIRUGIA BUCAL, v. 25, n. 1, p. E49-E55, JAN 2020. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.