Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do papel de LIMD2 na transição epitélio-mesênquima no câncer de tiroide

Processo: 17/14948-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Janete Maria Cerutti
Beneficiário:Rodrigo Pinheiro Araldi
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/06570-6 - Sequenciamento completo do exoma, Paired-end RNA e genoma: novos insights sobre a natureza genética do câncer de tiróide na idade adulta e na faixa etária pediátrica e aplicações na prática clínica, AP.TEM
Assunto(s):Metástase   Endocrinologia   Neoplasias da glândula tireoide   Repetições palindrômicas curtas agrupadas e regularmente espaçadas   Proteína 9 associada à CRISPR

Resumo

A incidência do câncer de tiroide mais que triplicou nas últimas quatro décadas. Dentre os diferentes tipos histológicos do câncer de tiroide, o câncer diferenciado (CDT) representa 90% dos casos, sendo subclassificado em: câncer papilífero de tiroide (CPT) e câncer folicular de tiroide (CFT). Embora o CDT apresente um prognóstico favorável, cerca de 30% dos casos apresentam metástase aos linfonodos regionais e 2-13% dos pacientes apresentam metástases a distância, condição que reduz a taxa de sobrevivência dos pacientes. Desta forma, reconhecer marcadores moleculares associados ao processo de metástase pode auxiliar na identificação de marcadores de prognóstico. Neste sentido, nosso laboratório identificou a expressão do gene LIMD2 em linfonodos metastáticos, mas não em linfonodos normais, tampouco no tumor primário, sugerindo a participação deste gene na metástase. Desta forma, este estudo tem por objetivo avaliar a participação do gene LIMD2 na transição epitélio-mesênquima (TEM), processo no qual células epiteliais sofrem alterações genéticas, metabólicas e morfológicas reversíveis, levando a aquisição de um fenótipo mesenquimal, que confere capacidade invasiva e migratória. Para tanto, serão empregadas as linhagens celulares BCPAP portadoras da mutação BRAF V600E e TPC1, portadora da fusão RET/PTC1. A expressão de LIMD2 nas células BCPAP e TPC1 já foi confirmada em estudos prévios. A linhagem celular Nthy-ori 3-1 (derivada de tiroide normal) será empregada como controle. Usando a ferramenta CRISPR/Cas9, será realizado o knock-out do gene LIMD2 nas células BCPAP e TPC1. A avaliação da TEM será realizada por meio de análises metabólicas, incluindo a avalição do potencial de membrana mitocondrial e produção de espécies reativas de oxigênio por meio de imunofluorescência (IF) e citometria de fluxo (CF), empregando sondas comerciais. Os níveis de clastogenicidade serão avaliados pelo ensaio cometa. A aquisição do fenótipo-tronco será analisada por meio do teste de tumor-esfera, bem como pelos níveis de expressão de ALDH1 e Oct-3/4. Os níveis de expressão de diferentes marcadores da TEM, incluindo o switch de E- e N-caderina (proteínas epiteliais), STAT3, SLUG, TWIST (fatores de transcrição) e vimentina (marcador mesenquimal) serão avaliados por meio de IF, CF e Western blot. A morfologia celular será avaliada através de microscopia de contraste de fase, eletrônica de transmissão e varredura. A aquisição do fenótipo migratório será determinada por meio de vídeo time-lapse microscopy. A fim de confirmar a ação do gene LIMD2 in vivo, as células selvagens e geneticamente modificadas serão injetadas em camundongos nude. O crescimento neoplásico será monitorado com uso de paquímetro e PET-SCAN (avaliação de metástases) por 4-12 semanas. Os camundongos serão eutanasiados e os tumores primários, bem como as eventuais metástases serão cirurgicamente removidas. O material será incluído em parafina e destinado a: (1) análise histopatológica, (2) avaliação da composição de colágeno e (3) imunoistoquímica, sendo analisada a expressão das proteínas associadas a TEM.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ARALDI, RODRIGO PINHEIRO; SANT'ANA, THALITA ARAUJO; MODOLO, DIEGO GRANDO; DE MELO, THATIANA CORREA; SPADACCI-MORENA, DIVA DENELLE; STOCCO, RITA DE CASSIA; CERUTTI, JANETE MARIA; DE SOUZA, EDISLANE BARREIROS. The human papillomavirus (HPV)-related cancer biology: An overview. BIOMEDICINE & PHARMACOTHERAPY, v. 106, p. 1537-1556, OCT 2018. Citações Web of Science: 6.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.