Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da terminologia de cartas patrimoniais baseado em um corpus paralelo inglês-português-espanhol

Processo: 17/20823-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2018
Vigência (Término): 31 de outubro de 2018
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Linguística Aplicada
Pesquisador responsável:Ivanir Azevedo Delvizio
Beneficiário:Jéssica Suellen Caetano Lattanzi
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rosana. Rosana , SP, Brasil
Assunto(s):Linguística de corpus   Terminologia   Patrimônio cultural   Turismo

Resumo

As cartas patrimoniais são documentos elaborados por organismos internacionais que definem os conceitos fundamentais e estabelecem as diretrizes relativas à conservação, preservação e restauração do patrimônio cultural. O patrimônio cultural de um povo é de extrema importância para o Turismo, já que os bens culturais constituem atrativos turísticos. Como parte de um projeto mais amplo, desenvolvido no âmbito do Curso de Turismo da UNESP, que tem como objeto de estudo a terminologia de áreas relacionadas ao Turismo, este trabalho tem como proposta realizar o levantamento dos termos presentes em um conjunto de cartas patrimoniais redigidas em inglês e identificar os termos correspondentes nas cartas traduzidas em Português e Espanhol. A pesquisa será baseada em um córpus paralelo trilíngue (Inglês-Português-Espanhol), ou seja, um conjunto de textos originais acompanhados de suas respectivas traduções. Para tanto, será realizado o levantamento das cartas patrimoniais existentes e, em seguida, serão selecionadas e incluídas no córpus apenas as cartas que possuam textos publicados nas três línguas abordadas no estudo. A extração dos termos e contextos será realizada com o auxílio do programa de análise lexical WordSmith Tools 6.0. Para um contexto específico selecionado, no qual o termo se encontre atualizado, será localizado o contexto correspondente nas outras duas línguas. Os dados coletados serão registrados em fichas terminológicas. A pesquisa alinha-se aos pressupostos teóricos e metodológicos da Teoria Comunicativa da Terminologia (CABRÉ, 1993; 1999) e da Linguística de Corpus (BERBER SARDINHA, 2000; 2004). (AU)