Busca avançada
Ano de início
Entree

Admiração reverencial e sua ação humanizadora: estudo acerca da desumanização e corporificação das emoções

Processo: 17/12276-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2018
Vigência (Término): 31 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Cognitiva
Pesquisador responsável:Paulo Sérgio Boggio
Beneficiário:Ruth Izabel Vasconcelos Lyra Romero Espinosa
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM). Instituto Presbiteriano Mackenzie. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Humanização   Desumanização   Emoções   Poder (psicologia)

Resumo

A desumanização consiste em negar características Unicamente Humanas (UH) ou da Natureza Humana (HN) a outros indivíduos. Dessa forma, a não atribuição de emoções secundarias a pessoas do outgroup é uma maneira de desumaniza-las, uma vez que as aproxima da animalidade. Este é um fenômeno que ocorre em diversos contextos de socialização, sendo tipicamente desumanizadas pessoas avaliadas com baixa competência. Concomitantemente, em relações de poder onde há uma superestimação da auto percepção de competência, a desumanização é acentuada. Além disso há uma tendência intrínseca ao ser humano de se auto avaliar como melhor, mais competente ou até mesmo mais humano que os demais. Outro aspecto da auto percepção está associado a corporificação das emoções, este fenômeno ocorre quando avaliamos em que partes do corpo cada uma das emoções é sentida. Paralelamente, estudos demonstram que emoções como a contemplação tem um importante papel na ampliação de comportamentos pró-sociais e de generosidade. Neste sentido algumas questões podem ser levantadas sobre o processo de desumanização. Sendo as atribuições de emoções secundarias uma maneira de desumanizar, é possível inferir que a corporificação de emoções ocorre de maneira diferente quando imaginamos que esta emoção e de alguém pertencente a um grupo tipicamente desumanizado. Avaliar esse aspecto será o objetivo do experimento um. Por outo lado a admiração reverencial é uma emoção que aumenta comportamentos pró-sociais e de generosidade, deste modo ela promoveria a humanização. O experimento dois terá como objetivo avaliar se a partir da exposição a emoção de admiração, os Mapas de Corporificação das Emoções produzidos para o outgroup passam a se assemelhar com os produzidos para si próprio e para o ingroup. Os achados derivados deste estudo contribuem com a compreensão dos processos de desumanização e humanização o que permite a elaboração de estratégias mais eficientes de inclusão. (AU)